27.3 C
Jacobina do Piauí
15 de junho de 2024
Cidades em Foco
GeralTecnologia

76% dos brasileiros dão a senha do Facebook ao amado

Você passaria a senha do seu Facebook para o seu namorado ou namorada? Pois saiba que um estudo recente conduzido pela Intel Security mostrou que 76% dos brasileiros compartilha essa informação com o parceiro. Isso mesmo: a cada 10 brasileiros, podemos considerar que oito contam a senha do Facebook à pessoa amada.

Mas o acesso à senha do parceiro não se limita apenas ao Facebook: 30% dos entrevistados têm a senha do Instagram do namorado ou namorada. E quando o assunto é senhas de acesso aos aparelhos eletrônicos, o percentual não é muito diferente: metade das pessoas admite saber a senha do computador do amado ou amada e 35% têm acesso à senha do telefone celular/smartphone. E acredite: até a senha do computador de trabalho é compartilhada por 23% dos entrevistados.

E quais são os dados menos revelados por namorados e namoradas no Brasil? Segundo a pesquisa, senhas de aplicativos bancários: apenas 10% dos entrevistados partilham essa informação com o parceiro ou parceira. E, de todas as pessoas ouvidas na pesquisa, somente 5% declararam não conhecer nenhuma senha pessoal do amado(a).

Vivendo perigosamente 
O que encontrariam no meu telefone celular se descobrissem minha senha? De acordo com a pesquisa, 19% admitiram que têm conteúdo de paquera, como mensagens e e-mails, armazenados em seus dispositivos.

Revelar senhas é seguro? 
Nada seguro, mesmo que com pessoas amadas (sejam parentes, pares românticos ou até mesmo amigos de confiança). A Intel Security recomenda que, se for necessário revelar o código por algum motivo, “crie uma senha exclusiva para essa ocasião e altere depois”.

A pesquisa foi encomendada pela Intel Security e realizada pela MSI International. No total, 2.500 pessoas foram ouvidas em cinco países: Brasil, Austrália, Cingapura, Estados Unidos e México. Participaram do estudo pessoas entre 18 anos e 54 anos que utilizam frequentam mídias sociais e fazem uso de aparelhos como PC, Mac, smartphone ou tablet.
Fonte: Terra

Notícias relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais