25 C
Jacobina do Piauí
21 de maio de 2024
Cidades em Foco
GeralMunicípios

Fetag: 15 cidades do Piauí não têm chuvas há um mês e agricultores perdem safra

A Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado do Piauí (Fetag) está fazendo um alerta sobre o fenômeno chamado “seca verde” que está ocorrendo na zona Sul. O secretário de assalariados rurais da entidade, Manoel Simão, diz que pelo menos 15 cidades da região de Curimatá perderam a plantação realizada nos meses de novembro e outubro por conta da falta de chuvas.

Ele relata que as chuvas no sul do estado deveriam ter começado em novembro, mas iniciaram há poucos dias e de forma fraca. “Estive na região desde o dia 22 de dezembro até ontem (6) e já foi possível verificar que os produtores estão enfrentando dificuldades por conta da seca. O plantio é realizado em novembro e dezembro, mas aqueles que plantaram já perderam a semente que tinham, porque não vingou bem. Essa semana choveu, mas não foi suficiente. Há lugares com 25 a 30 dias sem chuvas”, descreve o sindicalista.

Simão declara ainda que os agricultores estão preocupados pois não sabem como vão enfrentar uma nova seca, se ainda estão vivendo os efeitos da anterior e agora deveria estar chovendo. “Estamos no meio do inverno e a safra já está comprometida. Mesmo se chover bem agora, em fevereiro e março, a safra dos agricultores familiares já está comprometida. Na região de Eliseu Martins há 15 cidades sem chuvas. Nas regiões de São Raimundo Nonato, Santa Filomena e Gilbués já chove um pouco, mas está em está em situação crítica”, acrescenta.

A Fetag quer que o poder público auxilie os agricultores familiares. “Queremos que o governo providencie semente de milho e feijão para os agricultores, pois as que eles plantaram em novembro e dezembro não está tendo resultado está tudo muito atrasado e morrendo. Mesmo se chover agora, não se recupera”, acrescenta.

 

 

Fonte: Carlos Lustosa Filho / Cidade Verde

Notícias relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais