25 C
Jacobina do Piauí
21 de maio de 2024
Cidades em Foco
ConcursosDestaqueGeral

Prova dia 15: Veja os temas mais cobrados em concursos do BB

A LFG realizou um levantamento dos assuntos mais cobrados no concurso público do Banco do Brasil, em sete disciplinas. Também foi levado em consideração o nível de importância em cada uma delas. O instituto mapeou as provas dos dois últimos certames do BB, realizados em 2013 e 2014, para identificar os temas mais abordados pela Fundação Carlos Chagas (FCC) e pela Cesgranrio – organizadoras das provas. O atual concurso, cuja prova será dia 15 de março, foram registrados 535 mil inscritos, com vagas para 15 estados, incluindo o Piauí, o Ceará e o Maranhão. O salário é de R$ 2.227,26. Veja abaixo os temas mais cobrados em cada disciplina:

 

1) Lígua Portuguesa (clique aqui para ver as perguntas)

 

Interpretação de textos – significação contextual de palavras e expressões foi abordado em 14 questões, representando 53,9% do total. Em seguida aparecem: morfossintaxe (3 perguntas – 11,5%), pontuação (2 – 7,8%), reescritura de frase – redação (2 – 7,8%), pronome pessoal e regência (1 – 3,8%), coesão e coerência – pronomes (1 – 3,8%), flexão verbal (1 – 3,8%), período composto (1 – 3,8%) e grafia/acentuação (1 – 3,8%).

 

2) Raciocínio lógico-matemático (clique aqui para ver as perguntas)

 

Foram 7 temas mais comuns na disciplina, sendo que conjuntos numéricos foi o mais lembrado pelas bancas, com 8 questões (40%) do total. Completam a lista: porcentagem (4 questões – 20%), estatística (2 – 10%), matemática financeira – empréstimo (2 – 10%), matemática financeira – juros (2 – 10%), probabilidade (1 – 5%) e matemática financeira – taxa (1 – 5%).

 

3) Cultura organizacional (clique aqui para ver as perguntas)

 

Cinco temas foram os mais lembrados na disciplina, sendo o assunto de código de conduta da alta administração pública o mais comum, com 3 questões e 37,5% do total. Em seguida estão: motivação (2 questões – 25%), cultura organizacional (1 – 12,5%), características da cultura organizacional (1 – 12,5%) e código de ética do Banco do Brasil (1 – 12,5%).

 

4) Técnicas de venda (clique aqui para ver as perguntas)

 

Foram identificados 6 temas mais comuns, mas nenhum deles se destacou. Todos tiveram apenas 1 questão, representando 16,66% do total. Os assuntos mais cobrados foram: Código de defesa do consumidor (CDC) – venda casada, processo de vendas – pré-abordagem, planejamento de vendas – potencial de mercado, motivação, custo para o cliente e imagem institucional.

 

5) Atendimento (clique aqui para ver as perguntas)

 

A disciplina teve 13 temas mais comuns, sendo que o mais cobrado foi marketing de relacionamento, com 4 questões (18,1%). Apesar disso, houve equilíbrio na divisão de questões entre os assuntos mais cobrados. Completam a lista: ouvidoria (3 questões – 13,6%), necessidades e expectativas do cliente (2 – 9,2%), valor para o cliente (2 – 9,2%), matriz SWOT (2 – 9,2%), matriz PORTER (2 – 9,2%), produtos e serviços (1 – 4,5%), share of mind (1 – 4,5%), planejamento estratégico, tático e operacional (1 – 4,5%), promoção de vendas – marketing integrado (1 – 4,5%), atendimento (1 – 4,5%), empatia (1 – 4,5%) e forças de PORTER (1 – 4,5%).

 

6) Domínio produtivo da informática (clique aqui para ver as perguntas)

 

A disciplina teve 9 assuntos mais abordados, mas nenhum ganhou grande destaque e disparou no ranking. Em primeiro lugar ficou o tema de sistema operacional, com 3 perguntas – 20% do total. Em seguida estão: protocolos (2 questões – 13, 3%), editor de textos (2 – 13, 3%), segurança da informação (2 – 13, 3%), planilhas eletrônicas (2 – 13, 3%), hardware (1 – 6,7%), formato de arquivos (1 – 6,7%), redes sociais (1 – 6,7%) e correio eletrônico (1 – 6,7%).

 

7) Conhecimentos bancários (clique aqui para ver as perguntas)

 

Uma das disciplinas mais importantes do concurso, conhecimentos bancários teve 17 temas entre os mais cobrados. O tópico Banco Central do Brasil foi o mais lembrado, com 5 questões e 16,8% do total. A lista completa é formada por: Conselho Monetário Nacional – CMN (3 questões – 10%), garantias (3 – 10%), Sistema Financeiro Nacional – SFN (2 – 6,7%), taxa SELIC (2 – 6,7%), crime de lavagem de dinheiro (2 – 6,7%), crédito rural (2 – 6,7%), ações (2 – 6,7%), PGBL e VGBL (1 – 3,3%), títulos de capitalização (1 – 3,3%), seguros (1 – 3,3%), Comissão de Valores Imobiliários – CVM (1 – 3,3%), Fundo Garantidor de Créditos – FGC (1 – 3,3%), BNDES (1 – 3,3%), consolidação bancária (1 – 3,3%), câmaras de compensação (1 – 3,3%) e crédito direito ao consumidor (1 – 3,3%).

 

 

 

 

 

Fonte: Cidade Verde

Notícias relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais