23.1 C
Jacobina do Piauí
28 de fevereiro de 2024
Cidades em Foco
EducaçãoGeralMunicípiosPicos

Uespi precisa de agentes de limpeza e portaria para mudar para o novo prédio

Inaugurado há seis meses, o novo prédio da Universidade Estadual do Piauí (Uespi), situado às margens da BR 316, no bairro Altamira, deve receber os acadêmicos para inicio do período letivo regular até o próximo mês de março. Mas, para que a mudança seja efetivada, a Uespi ainda precisa contratar agentes de limpeza e de portaria.

 

Segundo o diretor do Campus de Picos, Evandro Alberto, os maiores problemas que impediam a mudança já foram solucionados. “Para iniciar o semestre letivo lá falta pouca coisa. A necessidade de segurança armado, por exemplo, já foi sanada, falta apenas pessoal de limpeza e agente de portaria”, diz.

 

O professor Evandro assegurou que os últimos detalhes para a mudança serão tratados em audiência entre o reitor e o governador do Piauí ainda neste mês de janeiro. “A audiência será para tratar sobre a mudança do prédio e outras coisas, como o custeio da universidade. A partir de então, reitor e governador vão definir uma ação em relação à questão da mudança do prédio. O interesse é grande para que isso ocorra”, garante o diretor.

 

O prédio do bairro Junco vai continuar em funcionamento, mas somente atenderá os cursos do Parfor e do ensino presencial na modalidade à distância. A Uespi de Picos funcionará em dois locais: bairro Junco e bairro Altamira.

 

Transporte

Em relação ao transporte, Evandro Alberto disse que a empresa de ônibus de Picos fará o percurso até a Universidade Estadual do Piauí. “A empresa já faz o itinerário até a faculdade R.Sá, que fica no mesmo bairro, a partir do início das aulas, eles farão a extensão da faculdade R. Sá até a Uespi”, ressalta.

 

Acesso

O diretor do campus Helvídio Nunes de Barros observa ainda que existe uma cobrança por parte dos estudantes no diz respeito à instalação de uma rotatória e de um redutor de velocidade nas proximidades do campus, no bairro Altamira. Mas essas ações dependem do Governo Federal, pois se trata de uma BR.

 

“Nós apelamos aos vereadores de Picos e à Assembleia Legislativa do Estado para que possam cobrar do Dnit (Departamento de Infraestrutura de Transportes) a instalação de uma rotatória e de um redutor de velocidade para melhorar o acesso ali”, finaliza.

 

 

Fonte: Grande Picos

Notícias relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais