28.1 C
Jacobina do Piauí
27 de fevereiro de 2024
Cidades em Foco
GeralInternacionalPolítica

Dino se despede do governo, nega uso político da PF e rebate crítica dos Bolsonaros

Flávio Dino - Foto: Jeferson Rudy/Agência Senado

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino, negou uso político da Polícia Federal e disse nesta quarta-feira (30) que no Brasil ninguém tem imunidade contra investigações.

A declaração foi dada em evento de despedida de Dino do ministério e dias após operação sobre a chamada “Abin Paralela” no governo Jair Bosonaro (PL) ter como um dos alvos Carlos Bolsonaro (Republicanos), vereador no Rio de Janeiro.

“O que me parece é que indevidamente há pessoas que querem uma espécie de imunidade de jurisdição”, disse Dino, sem citar o ex-presidente e seu filho.

O ministro disse que a PF não “inventa” investigações e que o órgão não poderia ignorar indícios de irregularidades na Abin (Agência Brasileira de Inteligência). “O que a PF vai fazer? Fingir que não viu? Há denúncias de três anos atrás sobre o uso de equipamentos [na agência]”, disse Dino.

Na segunda-feira (29), a PF cumpriu mandados de busca e apreensão para avançar na investigação sobre supostas irregularidades na Abin. A ação mirou pessoas que foram destinatárias das informações que teriam sido produzidas de forma ilegal pela agência de inteligência do governo federal.

Flávio e Eduardo Bolsonaro reagiram à operação, argumentando que a ação foi ilegal e cinematográfica.

O ministro também disse nesta quarta que o governo não espetaculariza ações de combate à corrupção.

Dino assumirá a vaga de ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) em 22 de fevereiro. Antes, ele vai exercer por poucas semanas o mandato de senador. Já o Ministério da Justiça e Segurança Pública será comandado por Ricardo Lewandowski, ex-ministro do STF.

Fonte: Folhapress

Notícias relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais