30 C
Jacobina do Piauí
13 de junho de 2024
Cidades em Foco
GeralSaúde

Chá de amora ajuda a emagrecer e oferece outros benefícios

Você provavelmente já ouviu falar sobre a amora, mas será que conhece todos os benefícios que esta fruta pode oferecer à sua saúde?!

Existem diferentes tipos de amoras: vermelhas, brancas e negras. Elas possuem tamanho pequeno, variando entre 1 a 3 centímetros, dependendo da espécie.

Liliane Oppermann, médica nutróloga, com título de Especialista pela Abran (Associação Brasileira de Nutrologia) e Ex-Diretora da Associação Médica Brasileira de Ortomolecular (Ambo), explica quais são as propriedades nutricionais da amora:

Fruto: é rico em vitaminas e minerais, fonte de ferro, vitamina C e cálcio. Contém ainda antocianinas, antioxidantes capazes de reverter os danos causados à célula pelos radicais livres.

Folhas: são utilizadas para fazer o chá de amora, que atualmente tem feito muito sucesso pelos diversos benefícios que pode oferecer à saúde. É na folha que está a maior concentração de magnésio, fósforo, potássio e cálcio, como também vitaminas antioxidantes, como Vitamina C e E.

Benefícios do chá de amora

Liliane Oppermann explica que o chá de amora começou a ser estudado no Japão. “Sua eficácia foi testada e aprovada primeiramente pelo Ministério da Saúde do Japão, vindo a ser divulgada pelo Canal de Tv Japonesa NHK”, diz.

A médica nutróloga explica que, após tais estudos com o chá de amora (Amora Miura), pode-se concluir que ele tem efeitos poderosos. Dentre eles, destacaram-se:

Possui efeito vitalizante: como é riquíssimo em magnésio, potássio e fósforo, aumenta a resistência e dá energia, além de aumentar a imunidade.

Combate o diabetes: o chá ajuda a combater a diabetes, pois possui a DNJ, inibidora da taxa de glicose com a liberação natural de insulina.

Melhora o funcionamento dos rins e fígado: auxilia na melhora do funcionamento do fígado e dos rins, inibindo o acúmulo de gordura e colesterol nestes órgãos.

Combate a osteoporose: pode ser um importante aliado no combate à osteoporose, pois possui 22 vezes mais cálcio do que o leite, além de conter mais potássio, magnésio e ferro natural, proteína, fibra, zinco e levedura.

Melhora a circulação: através de melhora das taxas de colesterol e gorduras neutras no sangue, o chá melhora a circulação sanguínea.

Evita a hipertensão: por possuir o ácido y-aminobutírico (GABA), um hipotensor, oferece efeito de normalização e de inibição da elevação arterial.

Diminui os sintomas da menopausa: regula os hormônios atuando com eficácia nos sintomas da menopausa.

Ajuda a inibir o surgimento do câncer: segundo estudos, as folhas da amora têm propriedades que podem inibir o surgimento do câncer.

Regula o trânsito intestinal: por possuir significativa quantidade de fibras, o chá de amora facilita o trânsito intestinal e ajuda a melhorar a prisão de ventre. Diminui ainda os bacilos nocivos sem afetar os benéficos – o que mantém a flora intestinal em boas condições.

Evita a proliferação de fungos: o chá de amora pode ainda inibir a proliferação de fungos, além disso, tem efeitos bactericida e anti-inflamatório.

Ajuda a combater a calvície: por revitalizar a circulação no couro cabeludo e inibir progressivamente a queda dos fios, o chá de amora pode ser um bom aliado no combate à calvície.

Chá de amora emagrece?

Esta é uma das principais dúvidas sobre o assunto. Liliane Opperman explica que o chá de amora pode, sim, colaborar para a perda de peso.

“Isso acontece devido à presença de fibras e leveduras, que facilitam a digestão e melhoram o funcionamento do intestino, além de inibir o acúmulo de gordura no corpo, principalmente o acúmulo de gordura nas vísceras, evitando assim a obesidade”, destaca a médica nutróloga.

Porém, Liliane Opperman lembra que o chá serve apenas como aliado. “É importante o acompanhamento nutricional para que o cardápio seja equilibrado e completo, de acordo com as necessidades de cada pessoa”, destaca.

Ainda de acordo com a nutróloga, a perda de peso varia de pessoa para pessoa, podendo chegar a 1,5kg por semana, tendo uma alimentação balanceada e uma prática diária de exercícios físicos (aliadas ao consumo do chá de amora).

Como fazer o chá de amora?

De acordo com Liliane Opperman, as propriedades medicinais do chá de folhas de amora são potencializadas na infusão. A receita é simples:

– Em uma panela de ferro, colocar 1 litro de água;

– Desligar o fogo assim que começar a ferver;

– Colocar a água em um recipiente e acrescentar uma colher de sopa de folhas de amoreira secas.

– Quando estiver morno, coar e beber sem adoçar.

A nutróloga destaca que o chá pode ser guardado na geladeira ou em uma garrafa térmica por não mais que 24 horas.

Como deve ser o consumo do chá de amora?

Liliane Opperman dá algumas dicas a respeito do consumo do chá de amora:

– É aconselhável preparar e consumir o chá no mesmo dia.

– O litro preparado do chá de amora pode ser consumido gelado ou quente, 3 vezes ao dia, entre as principais refeições.

– Você pode começar a tomar o chá de amora pela manhã, mas não é preciso tomá-lo, necessariamente, em jejum.

Contraindicações do chá de amora

De acordo com Liliane Opperman, não há contraindicações conhecidas em relação ao chá de amora. “Contudo, seu consumo em gestantes e lactantes deve ser avaliado anteriormente por um profissional nutricionista”, destaca.

Outros chás que podem ajudar quem quer emagrecer

Não é somente o chá de amora que tem feito sucesso entre as pessoas que desejam perder uns quilinhos. Liliane Opperman destaca que o chá verde é muito recomendado para dietas de emagrecimento. “Além dele, os chás de hibisco e de alecrim são boas indicações para redução de medidas”, diz.

Receita de chá de alecrim para perder peso

Ingredientes:

– 300ml de água

– 1 colher de chá de alecrim em erva.

Preparação:

– Ferva a água.

– Acrescente o alecrim em erva.

– Deixe repousar por 10 minutos.

– Coe.

– Está pronto para beber

Dica da nutróloga Liliane: beber três xícaras de chá de alecrim por dia.

Vale lembrar que nem o chá de amora e nem qualquer outro chá faz milagres! Os chás podem apenas auxiliar em um processo de emagrecimento. Porém, para obter bons resultado, é preciso seguir uma dieta balanceada e, de preferência, praticar atividades físicas.

 

Fonte: Dicas de Mulher

Notícias relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais