30 C
Jacobina do Piauí
13 de junho de 2024
Cidades em Foco
EconomiaGeral

Piauí tem mais demissões do que admissões em junho, diz Caged

Segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho, em junho de 2015 foram perdidos 879 empregos celetistas no Piauí, equivalentes à retração de 0,29% em relação ao estoque de assalariados com carteira assinada do mês anterior.

Os principais responsáveis pelo recuo na criação de empregos foram os setores da Construção Civil (-939 postos) e dos Serviços (-636 postos), cujos saldos superaram a expansão do emprego da Indústria da Transformação (+373 postos).

Ainda de acordo com o Caged, na série ajustada, que incorpora as informações declaradas fora do prazo, no primeiro semestre do corrente ano, houve acréscimo de 97 postos (+0,03%) no estado. Nos últimos 12 meses, os dados mostram crescimento de 0,86% no nível de emprego, ou +2.558 postos de trabalho.

A retração no mês de junho no Piauí é quase igual ao registrado em todo o Brasil, que teve um saldo negativo de 0,27% em relação ao estoque do mês anterior, que indicou uma redução de 111.199 postos de trabalho no país. Esse resultado foi menor que o declínio ocorrido em maio, quando foram suprimidas 115.599 vagas de empregos formais. As maiores perdas de vagas foram registradas em São Paulo (-52.286), Rio Grande do Sul (-14.013), Paraná (8.893) e Santa Catarina (-7.921).

 

Fonte: G1

Notícias relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais