28.1 C
Jacobina do Piauí
27 de fevereiro de 2024
Cidades em Foco
EducaçãoGeralInternacionalPolítica

Lula confirma poupança para alunos do ensino médio; confira as regras

Lula - Foto: Foto: Ricardo Stuckert / PR

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) confirmou, nesta terça-feira (16), a implementação de uma poupança para alunos do ensino médio. A medida é voltada para estudantes de baixa renda de escolas públicas, e vem como proposta para que os alunos não abandonem os estudos. Além de um valor pago a quem concluir o ensino médio, estudantes também receberão um auxílio ao longo do período escolar.

Com o nome “Pé de Meia”, o benefício atenderá prioritariamente alunos de baixa renda — com rendimentos familiares por pessoa (renda percapita) igual ou inferior a R$ 218.

O valor que será pago mensalmente a cada aluno ainda não foi confirmado pelo governo. Assim como a poupança que será direcionada para quem concluir o ensino médio. Para receber, os estudantes precisarão seguir alguns critérios, entre eles estão:

  • atender a frequência escolar (sem muitas faltas);
  • ser aprovado no fim do ano letivo;
  • confirmar matrícula na escola para o ano seguinte;
  • no caso de alunos que estão no 3º ano, será obrigatória a participação no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

De acordo com o projeto aprovado pelo Congresso Nacional, sancionado por Lula, a medida poderá equilibrar oportunidades na educação, reduzir a evasão escolar e aumentar as taxas de aprovação e conclusão do ensino médio.

“É importante ressaltar que, apesar dos custos apresentados, é esperado que o programa resulte em uma economia para o país. Isso porque, de acordo com o recente estudo Consequências da Violação do Direito à Educação, realizado em parceria da Fundação Roberto Marinho com o Insper,com o ritmo atual de abandono escolar, o Brasil perde 214 bilhões de reais por ano pelo fato de os jovens não concluírem a educação básica”, diz trecho da justificativa do projeto.

Bolsa para o Enem

Após o resultado da última edição do Enem, o ministro da Educação, Camilo Santana, antecipou o programa de incentivo para a participação no exame, e disse que a bolsa será de até R$ 3 mil.

Outros projetos

Além do benefício, o presidente Lula sancionou outras duas leis relacionadas à educação: um projeto ligado à valorização de professores da educação básica e um que incentiva a atenção psicossocial em comunidades escolares.

Do CidadeVerde

Notícias relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais