26.8 C
Jacobina do Piauí
22 de junho de 2024
Cidades em Foco
GeralNordeste em FocoPiauíPolícia

Homem é preso após criança ter rosto queimado com explosão de cigarro com pólvora no Piauí

Foto: PC-PI

Um homem foi preso na quarta-feira (1) após um menino de 10 anos ter o rosto queimado após a explosão de um cigarro com pólvora no município de Baixa Grande do Ribeiro, a 581 km de Teresina.

Segundo o delegado Marcos Halan, o Conselho Tutelar do município informou para a Polícia Civil que recebeu uma denúncia anônima relatando que uma criança de 10 anos encontrava-se internada no hospital da cidade de Baixa Grande do Ribeiro, com uma queimadura grave no rosto.

No hospital, a equipe do Conselho Tutelar conversou com a mãe do menino, que relatou como o caso ocorreu. Segundo a mãe, no dia 29 de abril, por volta das 18h, a criança estava na casa do avô, quando foi brincar com outras crianças que moram na casa de um vizinho.

O suspeito era funcionário desse vizinho, e teria oferecido um cigarro com pólvora para que a criança acendesse.

“Ele deu em sua mão um cigarro contendo pólvora e pediu para que ele (vítima) fosse até o fogo e acendesse e assoprasse. Então a vítima atendeu. Quando acedeu houve a explosão queimando o rosto por completo da vítima. O suposto autor depois do fato ficou rindo e fazendo pouco caso da situação”, explicou o delegado.

Logo após a explosão a criança foi encaminhada para o hospital do município, pois teve o rosto queimado e ainda segue internada, está falando, mas ainda com muito inchaço, segundo o delegado.

O suspeito foi preso na quarta-feira com o cumprimento de um mandado de prisão preventiva. Segundo o delegado, ele irá responder por entrega de material explosivo para criança, previsto no Estatuto da Criança e Adolescente, e por lesão corporal gravíssima.

Por Bárbara Rodrigues / CidadeVerde

Notícias relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais