25.9 C
Jacobina do Piauí
19 de maio de 2024
Cidades em Foco
GeralInternacionalPolítica

Governo lança conferência internacional com 45 mesas para debater energias renováveis

Foto: Renato Andrade/ Cidadeverde.com

A assinatura de um memorando pelo governador Rafael Fonteles (PT), nesta quinta-feira (17), marcou o início de uma parceria entre órgãos do Piauí e o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), vinculado à Organização das Nações Unidas (ONU) para a realização Conferência de Tecnologias das Energias Renováveis 2024. Entre os pontos debatidos no evento estarão metas firmadas aos países no “Acordo de Paris”.

A Citer, como tem sido chamada a conferência de Teresina, será realizada de 3 a 5 de junho de 2024, no Centro de Convenções de Teresina. O evento vai adotar um formato híbrido, combinando participação presencial e virtual. Na ocasião, o governador falou com a imprensa e reforçou a busca da adminsitração por colocar o Piauí na vanguarda das discussões sobre o futuro, a exemplo da reunião do G20 que acontecerá na capital em maio.

Ênio, curador da Conferência e professor da Universidade Federal do Ceará, explicou que o tema central dos debates será “As Tecnologias das Energias Renováveis no Contexto da Transição Energética Global Justa e Sustentável”. 

Além disso, a conferência visa elevar a conscientização sobre as mudanças climáticas e incentivar o debate sobre os “Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU” e as metas do Acordo de Paris, com o objetivo de catalisar ações para um futuro mais sustentável.

“O mundo todo está correndo atrás dessa questão da redução do fator de 2 graus da temperatura, essa questão climática, de reduzir o gás carbônico na atmosfera, dessa emissão de gás carbônico. E o Piauí entra na frente com essa questão, onde ele mostra exatamente que tem uma posição favorável, tem já uma grande quantidade de energia solar e eólica disponível”, disse.

A presidente do Instituto de Cooperação Internacional para o Meio Ambiente (Icima), Ana Paula, pontuou que o evento vai contar com painéis de debate, feira de negócios de energias renováveis, espaços de networking, atividades culturais, de popularização da ciência, de educação ambiental e visitas e até um show temático.

“Vão estar sendo debatidos nessas 45 mesas, que vai estar dando essa oportunidade para que a população participe desse debate. Além desses painéis, nós vamos ter diversas atividades acontecendo ao mesmo tempo. Então, vamos ter os painéis, mas vamos ter atividades de educação ambiental, atividades de popularização da ciência, permitindo que a população tenha acesso à ciência, atividades educacionais, até atividades culturais. Encerramos com um show no dia 5, Dia Mundial do Meio Ambiente”, pontuou.

Por Paula Sampaio  / CidadeVerde

Notícias relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais