28.1 C
Jacobina do Piauí
27 de fevereiro de 2024
Cidades em Foco
GeralPiauíPolícia

Corpos das três crianças que morreram carbonizadas estão no IML em Teresina

Foto reprodução

Os corpos das três crianças, com idades aproximadas de 1 e 3 anos, que morreram carbonizadas em um incêndio em uma casa na cidade de São José do Divino (a 220 km de Teresina), chegaram à meia-noite desta terça-feira (23) no Instituto de Medicina Legal (IML) da capital.

Equipes de perícia criminal se deslocaram de Teresina para o local na tarde de ontem e trabalharam até a noite para esclarecer o que aconteceu. As irmãs Maria Nycolle da Silva Coelho e Antonia Bianca da Silva Coelho e o primo delas, Antônio Gael da Silva Araújo, estavam na casa da avó a passeio quando a tragédia aconteceu no fim da manhã desta segunda-feira (22).

De acordo com a assessoria de comunicação da prefeitura do município, a Creche Raio de Sol, no bairro Triunfo, já foi disponibilizada para as famílias para a realização do velório das três crianças. A data e horário ainda não foram divulgados porque eles aguardam a liberação dos corpos após a perícia.

Segundo as informações repassadas pelo comandante da Polícia Militar de São José do Divino, sargento Benedito Vaz, as crianças morreram carbonizadas dentro de um quarto.

Entrevista do avô

O avô de Gael, José Lima, falou à Rádio Cidade Verde/Pedro II que acredita que as crianças acharam um isqueiro, que é usado para acender o fogão a lenha. Segundo ele, as crianças estavam brincando no quarto quando encontraram o isqueiro, por volta das 11h.

“Com muita tristeza que a gente tem que passar uma informação. A avó delas, das crianças, estava capinando o cercado, quando deu por conta das chamas já por cima, um sobrinho meu correu que mora pertinho, mas não teve mais jeito, já estavam as crianças todas queimadas. Infelizmente aconteceu essa tragédia, eu sou sim o avô de uma das crianças, mas as outras, por causa do meu netinho, também me chamavam de avô, a gente está aqui muito triste, todo mundo, muito abalado”, afirmou.

Por Marina Sérvio / CidadeVerde

Notícias relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais