30 C
Jacobina do Piauí
13 de junho de 2024
Cidades em Foco
EducaçãoGeral

Alunas da UESPI conquistam prêmio com documentário sobre adoção tardia

As alunas Silmara Lopes e Ruth Carioca, do curso de Comunicação Social da UESPI, campus Poeta Torquato Neto, foram vencedoras na categoria “Documentário Jornalístico e Grande Reportagem em vídeo e televisão” do Intercom Nordeste. O documentário “Adoção Tardia: Um Ato de Amor”, produzido por elas, concorreu com produções de todo o Nordeste no encontro, que é o mais importante da área em nível regional e que reuniu estudantes, professores e pesquisadores de 2 a 4 de Julho em Natal.

O documentário levou sete meses para ser concluído e foi produzido como trabalho de conclusão de curso, orientado pela professora Sammara Jericó, mas também foi transformado em artigo. “Estudamos o sistema da adoção de crianças mais velhas em Teresina, como forma de entender e incentivar esse processo. Foi uma pesquisa que nos proporcionou o desafio de entender tanto o meio jurídico quanto psicológico de adotantes, adotados, e/ou em processo de adoção”, relata Ruth Carioca. Ainda segundo ela, as casas de acolhimento que recebem crianças com mais de dois anos de idade estão superlotadas.

Para Silmara Lopes, a sensação foi de dever cumprido. Ela afirma que as duas não tinham o objetivo de ganhar, tanto que não ficaram até o final da cerimônia e só depois souberam que haviam conquistado o prêmio. “Participar de um encontro assim é uma ótima forma de incentivo, porque os recursos que temos aqui não são tantos. Porém os alunos se esforçam e saem trabalhos dignos de prêmios, são muito bem feitos, e podem concorrer com pessoas que se dedicam apenas ao audiovisual, porque no nosso caso somos mais voltados pro jornalismo”, continua a estudante.

Com o prêmio conquistado, as duas se classificaram e representarão o Nordeste na 38ª edição do Congresso Brasileiro de Ciências Da Comunicação, o Intercom Nacional, que neste ano acontecerá no Rio de Janeiro entre 3 e 7 de setembro. “As expectativas para o encontro nacional são as melhores possíveis, e para nós o importante mesmo vai ser participar, até para incentivar outros alunos da UESPI a participarem também, a se inscreverem, porque o que percebemos lá é que o Piauí é pouco representado, pouco visto nos trabalhos e a gente tem muitos produtos bons aqui”, afirma Silmara.

Sobre as produções na UESPI, foram apresentados 11 documentários televisivos nos últimos 3 anos nas bancas de TCC, além dos que são produzidos durante outras disciplinas do curso de Comunicação Social. Ruth Carioca também complementa: “O curso de jornalismo tem se fortalecido ao longo dos anos com bons trabalhos e projetos de extensão. Os estudantes estão se qualificando cada vez mais. O Intercom não deixa de ser uma forma de dar visibilidade para a questão que se quer levantar nos estudos feitos, estimulando o desenvolvimento desta produção científica”, finaliza a estudante.

 

Fonte: Cidade Verde

Notícias relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais