22.4 C
Jacobina do Piauí
28 de fevereiro de 2024
Cidades em Foco
DestaqueGeralNordeste em FocoPiauí

Agonizando, Rio Gurgueia pede socorro no Sul do Piauí

Considerado um dos principais rios do Piauí, o Gurgueia, vive uma situação de total degradação. A realidade do maior afluente do Parnaíba do lado direito requer cuidados especiais das autoridades.

Ao longo de sua extensão são comuns registros de assoreamento e degradação ambiental. Nos registros desta postagem mostramos a situação do rio entre os municípios de Colônia do Gurgueia e Manoel Emídio. Através deles é possível ver o estado deplorável em que se encontra o Gurgueia.

É comum a reclamação de moradores da região pela falta de ações concretas para salvar o Gurgueia, assim como dotar a área como fonte produtora de frutas para abastecer o sul do Piauí e até mesmo outras regiões do estado ou fora dele.

Além de uma beleza exuberante, as terras do Vale do Gurgueia, são consideradas altamente férteis, sendo comparadas com as Terras do Vale do Rio Nilo, no Egito, as mais férteis do mundo.

O rio que nasce no município de São Gonçalo do Gurgueia no extremo sul do Piauí tem uma extensão de aproximadamente 535 km cortando boa parte do sul do estado.

A bacia abrange, total ou parcialmente, 33 municípios: Cristalândia do Piauí, Corrente, Sebastião Barros, Parnaguá, Júlio Borges, Avelino Lopes, Gilbués, Curimatá, São Gonçalo do Gurgueia, Riacho Frio, Redenção do Gurgueia, Morro Cabeça no Tempo, Bom Jesus, Santa Luz, Guaribas, Currais, Cristino Castro, Palmeira do Piauí, Uruçuí, Alvorada do Gurgueia, Manoel Emídio, Colônia do Gurgueia, Pavussu, Bertolínia, Eliseu Martins, Canavieira, Itaueira, Floriano, Sebastião Leal, Landri Sales, Jerumenha, Canto do Buriti e Monte Alegre do Piauí.

O Governo do Estado, tem uma dívida enorme com o Rio Gurgueia e o vale do Gurgueia como um todo. O local sofreu algumas intervenções tímidas via Secretaria de Meio Ambiente e do Governo Federal, através da Codevasf. Mas nada suficiente para mudar a triste realidade do Rio, e dos municípios cortados por ele.

O governo de Rafael Fonteles com o apoio do Governo federal tem que dotar com urgência, ações que tornem o Vale do Gurgueia, um celeiro de alimentos, como já ocorre com Petrolina – PE.

Potencial tem de sobra, o que faltam são iniciativas eficazes que resultem em resultados concretos para a região.

Mesmo com muito tempo perdido com ações paliativas, ainda há tempo de uma obra estruturante na altura da grandeza do Gurgueia. O jovem governador do Piauí poderá entrar para a história como um gestor de visão que soube aproveitar bem o potencial do Gurgueia.

Fonte: CidadeVerde

Notícias relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais