23.1 C
Jacobina do Piauí
28 de fevereiro de 2024
Cidades em Foco
GeralNordeste em FocoPolítica

Projeto que inclui noções de Direito na educação básica é aprovado em município do Piauí

Projeto que inclui noções de Direito na educação básica é aprovado em município do PI - Foto: Divulgação/Semcom

Câmara Municipal de Esperantina, a 183 km de Teresina, aprovou a inclusão da ciência do direito no currículo da educação básica na rede municipal de educação. O projeto é oriundo da sub-seção da OAB na cidade e tem como objetivo, levar às crianças e adolescentes, noções básicas de cidadania e abordar temas como inclusão, combate a violência, estatuto da criança e do adolescente, crimes virtuais, bullinyg, direito do consumidor, trabalho infantil, dentre outros.

A presidente da Comissão de Direito na escola da OAB/Esperantina, Daíse Maria da Silva, explica que o Direito está presente em todas as fases da vida das pessoas e o diálogo com crianças e adolescentes, utilizando a linguagem adequada para falar sobre direitos e deveres, é essencial para contribuir com a formação dos indivíduos e o desenvolvimento da sociedade. “Estamos falando da promoção da cidadania, da ética, de valores sociais e princípios da Justiça, temas essenciais na formação de nossos estudantes, e que pode ajudar a despertar em todos interesses sobre o funcionamento do Estado e suas obrigações”, explica.

Na prática, o ensino do direito poderá ser aplicado de três formas: palestras, minicursos e disciplina eletiva não obrigatória. O modelo vai variar pela idade dos estudantes e seguirá as diretrizes do Ministério da Educação (MEC).

“O tema das palestras deve levar em conta o público-alvo e as necessidades de cada escola. Já no caso dos minicursos, são cinco aulas com temas mais aprofundados e a disciplina eletiva pode ser anual ou semestral. Todo o conteúdo preparado e aprovado junto as instituições de ensino para abordar temas que impactam diretamente na vida dos estudantes”,

Daíse Maria da SilvaPresidente da Comissão de Direito na escola (OAB/Esperantina)

A presidente ressaltou ainda como deverá ser organizado a grade curricular dos estudantes para o desenvolvimento da temática. “O tema das palestras deve levar em conta o público-alvo e as necessidades de cada escola. Já no caso dos minicursos, são cinco aulas com temas mais aprofundados e a disciplina eletiva pode ser anual ou semestral. Todo o conteúdo preparado e aprovado junto as instituições de ensino para abordar temas que impactam diretamente na vida dos estudantes”, cita.

O projeto de lei foi apresentado pelo vereador Domingos Luís e aprovado no plenário da Casa. O projeto segue agora para sanção, ou veto, da prefeita Ivanária Sampaio (MDB).

Daíse Maria, presidente da co - ()

Daíse Maria, presidente da co

Com edição de Nathalia Amaral. / O DIA

Notícias relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais