24.5 C
Jacobina do Piauí
27 de fevereiro de 2024
Cidades em Foco
GeralInternacional

Concurso Unificado: editais são divulgados pelo governo

Concurso Público Nacional Unificado - Foto: José Cruz/Agência Brasil

Governo Federal divulgou, na tarde desta quarta-feira (10), um conjunto de oito editais do Concurso Nacional Unificado. Os documentos representam os diferentes blocos temáticos contemplados no certame, em uma modalidade que amplia a escolha da vaga e leva em consideração a vocação e o perfil do candidato de cada candidato.

CLIQUE AQUI E VEJA E VEJA OS BLOCOS TEMÁTICOS DO CONCURSO

De acordo com o Governo Federal, as inscrições estarão abertas entre 19 de janeiro e 9 de fevereiro. A prova será aplicada no dia 5 de maio em 220 cidades espalhadas pelo país e contará com avaliações objetivas específicas e dissertativas, por área de atuação. O Ministério da Gestão e Inovação em Serviços Públicos (MGI) estima que o certame receba de 2 milhões a 3 milhões de inscritos.

A divulgação dos resultados será no dia 3 de junho. Os resultados finais serão anunciados em 30 de julho. Em 5 de agosto está previsto o início da etapa de convocação para posse e realização de cursos de formação.

Conhecido também como ‘Enem dos concursos’, o processo seletivo vai definir, de uma só vez, 6.640 servidores para 21 órgãos públicos federais (órgãos e entidades da Administração Pública Federal direta, autárquica e fundacional).

Sobre as inscrições

A taxa de inscrição será de R$ 60 para vagas de nível médio; e de R$ 90 para vagas de nível superior. Estão isentos desse pagamento os candidatos que integram o Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico); aqueles que cursam ou cursaram faculdade pelo Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior (Fies) ou pelo Programa Universidade para Todos (ProUni); assim como aqueles que realizaram transplante de medula óssea.

Para se inscrever, o candidato deve acessar sua conta na plataforma Gov.br. A conta Gov.br garante a correta identificação de cada cidadão que acessa os serviços digitais do governo. Em seguida, é necessário preencher os formulários e anexar os documentos exigidos no edital. No momento da inscrição, o candidato fará a escolha pelas carreiras, que estarão divididas em oito blocos temáticos. Cada bloco reúne as carreiras que possuem semelhanças entre si.

As inscrições devem feitas pelo próprio candidato e apenas pela plataforma Gov.br. Serão aceitos todos os níveis de conta na plataforma Gov.br (ouro, prata ou bronze).

O CPNU permitirá a inscrição para a disputa por vagas para mais de um cargo, desde que dentro do mesmo bloco temático, com taxa de inscrição única. Ao concorrer a mais de um cargo, o candidato deverá classificar as vagas de interesse por ordem de preferência para definir a prioridade em uma possível chamada, que será baseada na nota alcançada.

Em política afirmativa e inclusiva, o MGI reservou percentuais para cotas específicas no CPNU: 5% do total de vagas de cada um dos cargos a candidatos com deficiência e 20% a candidatos negros, além de 30% das vagas para a Fundação Nacional dos Povos Indígenas (Funai) para candidatos de origem indígena.

Com informações do Governo Federal

Notícias relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais