26.9 C
Jacobina do Piauí
17 de julho de 2024
Cidades em Foco
GeralNordeste em FocoPiauíPolícia

Mesmo com apoio dividido, Republicanos pretende eleger 15 prefeitos no Piauí

Foto: Eliezer Rodrigues/ Sistema O Dia

Apesar de um lado, o Partido Republicanos dar apoio ao União Brasil e de outro ao Partido dos Trabalhadores (PT), a sigla pretende eleger cerca de 15 prefeitos no Piauí e até três vereadores na capital. O deputado Jeová Alencar (Republicanos) é vice na chapa de pré-candidato a prefeito, ao lado de Silvio Mendes (União Brasil).

Segundo o deputado Gessivaldo Isaías (Republicanos), mesmo com curto espaço de tempo para migração de pessoas para o partido, a sigla tem crescido tanto na capital quanto no Piauí.

“Graças a Deus, nós temos candidatos a prefeitos e a vereadores em todo o estado. O partido tem crescido e em Teresina, diga-se de passagem, não tem sido diferente. Nós mantemos a chapa de pré-vice candidatura, até o momento, do deputado Jeová Alencar e uma chapa proporcional de vereadores. Parnaíba também tem um time forte, organizado pelo deputado Jadyel. Temos candidatos a vereadores como em Regeneração e em outros municípios”, ressaltou.

Gessivaldo Isaías garante que o deputado Jadyel tem dado total liberdade para dar prosseguimento ao apoio a Sílvio Mendes, que é pré-candidato a prefeito na capital.

“Em Teresina, o deputado Jadyel não tem interferido e a gente sabe que ele é um republicano, é filiado ao Partido do Republicanos e se mostra dentro de Teresina dando liberdade ao diretório municipal em prosseguir com o projeto atual em relação a pré-candidatura do vice-prefeito de Teresina, o deputado Jeová Alencar”, comentou.

Sai Gessivaldo e volta Jeová

O deputado Gessivaldo Isaías anunciou que deve deixar a vaga na Assembleia Legislativa no início do mês de agosto, isto porque o afastamento provisório concedido para o deputado Jeová Alencar vai inspirar e não poderá ser estendido.

“Eu estarei aqui na Assembleia Legislativa até o dia 2 de agosto. O deputado Jeová se ausentou com a licença sem remuneração, terá que voltar. Nós estaremos sempre presentes no estado do Piauí, trabalhando como sempre estivemos”, destacou.

Com informações Eliézer Rodrigues / O Dia

Notícias relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais