25.3 C
Jacobina do Piauí
13 de junho de 2024
Cidades em Foco
GeralNordeste em FocoPiauíPolícia

Dois indivíduos são presos suspeitos de balear Cabo da PM em tentativa de assalto

Dois indivíduos, de identidade não revelada foram presos na noite desta quarta-feira (1º) suspeitos de envolvimento na tentativa de assalto ao Cabo da PM Apoliel Gomes. Ele foi baleado no rosto, em um trecho da Estrada da Alegria, zona rural sul de Teresina. Inicialmente, a Polícia prendeu quatro pessoas suspeitas, porém dois foram liberados.

O policial trafegava pela estrada quando parou o carro e foi abordado por diversos indivíduos. Os criminosos anunciaram o assalto e iniciou-se uma troca de tiros. O policial acabou sendo alvejado no rosto. O seu cunhado, que estava dentro do carro, também foi baleado. O cabo, lotado no 5º BPM, e o cunhado foram encaminhados ao Hospital de Urgência de Teresina e passam bem.

O Coronel Jacks Galvão, chefe do Departamento geral de Operações (DGO) descartou que a ação criminosa foi realizada pelo fato da vítima ser PM. “Pela dinâmica lá foi algo aleatório. Lá é um local que tem os buracos na Estrada da Alegria, que dificulta um pouco o trânsito de veículos. O nosso policial teve que fazer a redução da velocidade no momento em que abordaram ele no carro e ele rapidamente, de forma ágil, fez a reação aos ataques dos meliantes e conseguiu sobreviver, sair com o mínimo de danos. Então nós não entendemos que tenha sido um ato contra nenhum policial, nenhum agente da segurança pública, que foi sim um ato aleatório que merece a nossa atenção, inclusive destinando mais reforço naquela região para que fatos semelhantes não ocorram mais”, afirmou o Coronel.

O PM e o cunhado que estava no carro foram atingidos. “Ele e o cunhado tiveram lesões leves. O do PM foi próximo à região do olho, mas não há nenhum risco. Ele já está passando pelo procedimento cirúrgico, já foi determinado pelo comandante da polícia que ele seja transferido para outro hospital e tenha todo o acompanhamento, todo o cuidado necessário. Para que logo em breve eles estejam aí novamente realizando suas missões dentro da nossa corporação”, complementou o Coronel.

Os dois já tiveram passagens na Polícia por prática delituosa. Relatos de pessoas da região afirmam que eles já haviam cometido crimes semelhantes no local. Eles seguem presos na Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Fonte: O Dia

Notícias relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais