25.9 C
Jacobina do Piauí
19 de maio de 2024
Cidades em Foco
DestaqueGeralNordeste em FocoPiauí

Barracas são invadidas por água e Barragem de Bocaina atinge 78% da capacidade

Foto; Jesika Mayara - Picos 40 Graus

As fortes chuvas que caíram na região de Picos elevaram o nível de água na Barragem de Bocaina, distante 26 km de Picos. A área de barracas, frequentada por bocainenses e pessoas que buscam por momentos de lazer, já foi invadida pela água. O reservatório atualmente se encontra com 78% da capacidade total, segundo dados de uma associação local que monitora a barragem.

Vídeos compartilhados na rede social virtual mostram a água invadindo barracas. Proprietários dos estabelecimentos precisaram retirar refrigeradores, mantimentos, para não serem atingidos pela água.

A proprietária de uma barraca, Lucelma Leal, explicou que o marido tem permanecido na barragem por medo da água invadir o estabelecimento que eles possuem desde 2005.

“Já tá bem perto de atingir a nossa barraca, mas no último domingo vizinhos da gente não abriram as portas ao público porque a água já tava dentro do espaço. Meu esposo todo dia está dormindo na nossa barraca, monitorando o aumento de água. Estamos preocupados”, revelou a comerciante.

Paralelo ao aumento de água, Lucelma Leal destacou que o fluxo de pessoas no reservatório aumentou muito nos últimos dias e os barraqueiros, consequetemente, também têm aumentado as vendas.

“Com o aumento da água isso atrai bastante o público que quer aproveitar para tomar banho, curtir um momento de lazer. Então, a gente tem vendido mais por conta dessa realidade”, pontuou.

Ameaça de sangrar

A população bocainense teme que a barragem possa sangrar. Esse episódio ocorreu nos anos de 2004 e 2009 quando o reservatório atingiu 100% da capacidade total.

A Barragem de Bocaina foi construída próxima a nascente do Rio Guaribas e tem capacidade para armazenar 106 milhões de metros cúbicos de água, que quando está cheia, chega a formar um imenso lago de até 28 quilômetros de extensão.

Construída no início da década de 80, no antigo povoado Varjota, pelo 3º Batalhão de Engenharia de Construção (3°BEC), o reservatório tinha como objetivo principal amenizar a seca nas cidades de Bocaina, Sussuapara e Picos.

Por Paula Monize / CidadeVerde

Notícias relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais