24.3 C
Jacobina do Piauí
27 de fevereiro de 2024
Cidades em Foco
GeralNordeste em FocoPolícia

5° suspeito de roubo em condomínio de luxo é preso; grupo tem relação com outros assaltos

A equipe do 12° Distrito Policial prendeu Marcos Pereira Ramos da Silva ele é o quinto investigado pelo arrastão a uma residência em um condomínio de luxo em Teresina. O caso aconteceu no dia 10 de novembro, na zona Leste de Teresina. O preso é apontado como o mentor intelectual da ação, e foi preso por volta das 21h, desta segunda-feira  (27), em um hotel na cidade de Valença na companhia de uma mulher.

No dia 14 de novembro, outros quatro homens foram presos pelo Departamento de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco), por envolvimento  no crime. Um dos homens era funcionário do condomínio, que teria repassado informações sigilosas ao grupo criminoso.

A mulher que estava com Marcos Pereira foi ouvida pela Polícia e liberada, mas a sua participação no crime está sendo investigada. No último sábado, o suspeito havia enviado um PIX de R$ 800,00 para que a mulher fosse de Teresina a Inhuma, onde ele estava escondido na casa de familiares.

O plano do homem era ir para São Paulo na próxima semana, quando conseguisse vender todas as joias que ainda estavam em seu poder.  Marcos também ficou com parte do dinheiro roubado das vítimas. Com esse dinheiro ele comprou um carro, que estava sendo usado por ele na fuga.

Marcos Pereira tem várias passagens pela Polícia. Ele cumpre sentença por roubo na Penitenciária Major César e foi beneficiado na saída temporária do Dia das Crianças, no mês de Outubro.  Ele chegou a se reapresentar ao presídio, mas ao perceber que a investigação do caso estava chegando ao seu nome fugiu.

Havia um mandado de recaptura contra ele em aberto, que foi cumprido pela Polícia.

Quadrilha já tinha feito outras vitimas

No dia 30 de outubro a quadrilha fez dois assaltos, um em Timon (MA e outro em Teresina (PI). O primeiro aconteceu por volta das 11h30, na cidade de Timon (MA). O grupo levou mais de R$ 80 mil em mercadoria de uma loja, que vende roupa de grife e perfumes importados.

No mesmo dia, por volta das 12h40, a quadrilha atacou o dono de uma lotérica. Os valores da empresa já havia sido levados por um carro forte, e a quadrilha levou os pertences do proprietário e de outras pessoas que ainda estavam na empresa.

As mercadorias apertadas nas três ações da quadrilha foram divididas entre os suspeitos e comercializadas.

Por Adriana Magalhães  / CidadeVerde

Notícias relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais