25.3 C
Jacobina do Piauí
13 de junho de 2024
Cidades em Foco
GeralPolítica

Wellington Dias anuncia voos regulares e com preços populares para as principais cidades do Piauí

O governador Wellington Dias anunciou, nesta terça-feira (30), que o Governo está planejando a criação de voos comerciais regulares para algumas das principais cidades piauienses. De acordo com o governador, os municípios piauienses foram contemplados com o programa de aviação regional do Governo Federal e os voos terão preços populares, semelhantes aos praticados pelas empresas de transporte rodoviário.

“Temos municípios que estão contemplados com o programa da aviação regional. Os que estão mais próximos são os municípios de Paulistana, Corrente, Bom Jesus, São Raimundo Nonato, Picos, Floriano e Piripiri. Estamos trabalhando agora para já entrar em funcionamento São Raimundo Nonato, Floriano e Parnaíba. Parnaíba e São Raimundo Nonato imediatamente após a regulamentação que está prevista para esse semestre”, afirmou.

Wellington Dias ressaltou que parte dos custos serão subsidiados pelo Governo Federal e os governos municipais e estadual contribuem com a redução de tabelas de impostos.

“Esse um programa que de um lado o Estado já fez sua parte reduzindo o ICMS de combustível, aqui é 3% enquanto em outros lugares é de 25%, os municípios também participaram reduzindo o ICSS e outra forma de incentivo é na área da promoção dos destinos, através da Secretaria de Turismo do Estado com a EMBRATUR e um subsidio a passagem. Ou seja, a passagem de avião para os aeroportos credenciados pelo programa terá o preço da passagem de ônibus de leito, se uma passagem de Teresina a São Raimundo Nonato custar 100 reais esse é o preço da passagem de avião, vamos dizer que o custo seja de 300 reais, o programa subsidia os outros 200 reais”, ressaltou o governador.

Duas empresas estariam estudando a possibilidade de iniciar as viagens já no segundo semestre deste ano, são elas a Sete Linhas Aéreas e a Piquiatuba Táxi Aéreo. No entanto, o governador afirmou que outras duas empresas estão analisando a possibilidade. “Eles começam com aeronaves menores e em seguida com aviões de porte médio até alcançar as condições de voo pleno”, disse.

Wellington Dias afirmou que, inicialmente, o plano é de que os voos regulares comecem no segundo semestre deste ano.

“Nós estamos aguardando só a regulamentação do Ministério da Aviação Civil, a Lei já foi aprovada, demorou a aprovação do orçamento, que foi aprovado e regulamentado no mês de maio, a previsão é que agora no segundo semestre a gente tenha o decreto da presidência destinando esse recurso”, pontuou.

 

Fonte: GP1

Notícias relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais