18 de abril de 2024
Cidades em Foco
DestaqueGeralPolícia

Vice-presidente da Câmara Municipal de Nazária é preso suspeito de aplicar golpe do “Falso Emprego”

Foto: reprodução

O vereador e vice-presidente da Câmara Municipal de Nazária, Cícero da Silva Rocha, foi preso na manhã dessa terça-feira (2) suspeito de aplicar golpe do “Falso Emprego”. A prisão faz parte da Operação Vaga Fantasma realizada pelo 6° Distrito Policial.

Após ser preso, o vereador Cícero negou participação no crime. 

Ele foi preso em um sítio e estava armado quando os policiais fizeram a prisão. Outro suspeito de aplicar golpes também foi preso em Teresina e outro em Fortaleza, no Ceará. Um corretor de veículos está foragido.

“Existia um esquema com fraude em pessoas físicas, no caso pessoas que eram desempregadas ou em via de serem desempregadas. Existia a questão também das revendedoras de veículos, que também eram utilizadas no esquema e existiam os bancos. Esses três eram as vítimas desse golpe. Essas pessoas emprestavam seus dados na finalidade de conseguir o emprego,  disponibilizavam  dados como CPF, RG, comprovante de residência, comprovante de rendimento, como se esses dados fossem ser colocados numa empresa privada para emprego”, explicou o delegado Odilo Sena, do 6 DP.

Foto: Renato Andrade/ Cidadeverde.com

Segundo o delegado Odilo Sena, do 6 DP, foram identificadas três vítimas do vereador, que é suspeito de integrar uma quadrilha que já foi presa anteriormente pelo mesmo crime. Ao todo, os demais membros da quadrilha, teriam feito até nove vítimas.

Segundo o delegado, o vereador se aproveitou do cargo no legislativo para conseguir a confiança das vítimas, e com a promessa de conseguir uma vaga de emprego, ele pegava os dados delas. Os dados eram usados então pelo criminosos.

“A organização utilizava do know-how (conhecimento de normas) dele de vereador, de uma cidade metropolitana de Teresina,  de empresário de sucesso lá de Nazária. Inclusive ele tinha muitos bens, a gente percebeu que ele tem uma vida bastante folgada, com vários imóveis, que não condiz muito. Ele conhecia uma das vítimas, se aproveitou e foi ela que acabou indicando as outras. Com ele especificamente estamos investigando três casos, mas com os demais membros pode chegar a nove vítimas”, explicou Odilo Sena.

Com os dados, os demais membros da  organização criminosa iam em bancos, onde  faziam empréstimos ou em locadoras, onde compravam veículos  nos nomes das vítimas.

“A organização criminosa se utilizava junto aos bancos, aí é que entra o Danilo [que está foragido], e pegava todas as informações, enganava as empresas de revenda de veículos, dizendo que essas pessoas estavam na finalidade de comprar veículo, que na verdade não eram. O Danilo é um corretor bastante conhecido aqui da área. Também tem o Raimundo, que foi preso e era quem coletava esses dados”, destacou.

O vereador que na cidade ele tem sítios, mercadinhos e até uma arena de vôlei, está sendo ouvido na sede do 6°DP. O Cidadeverde.com tenta contato com a defesa do parlamentar.

A prisão do vereador foi realizada por meio do cumprimento de mandado de prisão preventiva. Ele está no 6º DP prestando depoimento. O Cidadeverde.com apurou que após a prisão, o presidente da Câmara Municipal de Nazária, Cícero de Carvalho, esteve na delegacia para se informar sobre o motivo da prisão e depois se retirou do local.

Fonte: CidadeVerde.com

Notícias relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais