24.3 C
Jacobina do Piauí
28 de fevereiro de 2024
Cidades em Foco
EducaçãoGeral

UFPI, Uespi e UFDPAR estão na lista das universidades mais empreendoras do Brasil

UESPI - Foto: Ascom

A Brasil Júnior, Confederação Brasileira de Empresas Juniores, anunciou os resultados do Ranking de Universidades Empreendedoras (RUE) de 2023, revelando o destaque de instituições no cenário do empreendedorismo acadêmico. Entre as universidades mais empreendedoras do Brasil, a Universidade Federal do Piauí (UFPI), a Universidade Federal do Delta do Parnaíba (UFDPAR) e a Universidade Estadual do Piauí (UESPI) se destacaram, ocupando as posições 82ª, 96ª e 101ª, respectivamente.

O RUE é elaborado a partir da coleta de dados e avalia as universidades em seis critérios fundamentais: inovação, extensão, cultura empreendedora, capital financeiro, infraestrutura e internacionalização. No escopo do estudo deste ano, mais de 100 instituições de ensino superior, distribuídas pelas 27 unidades federativas do Brasil, foram analisadas, com a participação de mais de 34 mil estudantes.

Pedro Casé, Presidente Executivo da Brasil Júnior, destacou a importância do IES Empreendedores ao reconhecer casos e iniciativas inovadoras nas universidades, impulsionando o empreendedorismo e fortalecendo a extensão. O ranking não apenas apresenta as instituições de destaque, mas também serve como fonte de inspiração e orientação para outras seguir boas práticas.

Desde 2016, a Brasil Júnior realiza o Ranking de Universidades Empreendedoras a cada dois anos, contribuindo para aprimorar a vivência universitária e a qualidade do ensino superior brasileiro.

Rafaella Nascimento, Líder de Educação Superior na Brasil Júnior, enfatizou a crença na capacidade da juventude desempenhar um papel protagonista na transformação do país, reconhecendo a educação como elemento fundamental. O estudo visa ampliar o conhecimento sobre o ensino superior brasileiro e dar voz aos jovens que desejam participar ativamente dessa mudança.

“Acreditamos que a juventude pode desempenhar um papel protagonista na transformação do nosso país, reconhecendo a educação como o elemento fundamental. Com o estudo temos o propósito de ampliar o conhecimento sobre o ensino superior brasileiro e dar voz ao jovem que anseia participar ativamente dessa mudança”, explica Rafaella Nascimento.

Além disso, pela primeira vez, a Brasil Júnior lançou um estudo focado nos institutos federais empreendedores. O Índice de Institutos Federais Empreendedores (IIFE) analisou mais de 30 instituições em todo o Brasil, em parceria com o Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (CONIF). O Instituto Federal do Piauí (IFPI) se destacou como o melhor avaliado no estado, com a nota 45,79.

A Brasil Júnior é uma organização sem fins lucrativos cuja missão é representar e potencializar o Movimento Empresa Júnior (MEJ) como agente de formação de lideranças comprometidas e capazes de transformar o país em um Brasil Empreendedor. Em 2022, o MEJ formou cerca de 28 mil jovens empreendedores em todo o país, contribuindo com um faturamento superior a R$ 87 milhões, investido integralmente na formação dos membros.

Por Meio Norte

Notícias relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais