24.5 C
Jacobina do Piauí
27 de fevereiro de 2024
Cidades em Foco
GeralPiauíPolítica

Semarh regulamenta lei estadual para reposição florestal no Piauí

Foto: Arquivo/CCom-PI

A Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh) anunciou a regulamentação da lei estadual nº 8.267, que trata da reposição florestal obrigatória no Piauí, visando fortalecer a conservação ambiental e a sustentabilidade dos recursos naturais do estado. A lei de 27 de dezembro de 2023 foi regulamentada por meio da instrução normativa nº 020/2024.

A nova medida amplia as modalidades de cumprimento da reposição florestal obrigatória no estado, estabelecendo o fluxo processual para o cumprimento da reposição florestal por meio de diversas modalidades, incluindo a servidão ambiental perpétua, a doação de imóveis localizados em unidades de conservação (UC) ao poder público e o recolhimento de valor equivalente ao Fundo Estadual de Unidades de Conservação (Feuc).

O diretor do Centro de Geotecnologias Ambientais e de Gestão Florestal da Semarh, Felipe Gomes, destaca que a legislação possui dois importantes intuitos. “Um dos principais objetivos é diversificar as formas de cumprir a reposição florestal obrigatória, que é uma determinação legal de todos os empreendedores que desmatam imóveis, e o outro é regulamentar o processo administrativo e acabar com a inadimplência”, explica o gestor.

Uma das medidas destacadas na instrução normativa é a obrigatoriedade da apresentação dos comprovantes de cumprimento da reposição florestal pelos detentores de autorização de supressão vegetal (ASV) dos últimos cinco anos. A falta de apresentação desses documentos acarretará em multa e embargo da atividade explorada sobre a área desmatada.

Felipe Gomes reitera que todos os empreendedores que tiveram autorização da Semarh para desmatar nos últimos cinco anos devem apresentar o comprovante de cumprimento de reposição florestal obrigatória. “Nós precisamos garantir essa reposição florestal para compensar tudo que a gente autorizou de desmatamento”, destaca o diretor.

Essa iniciativa reforça o compromisso do Estado do Piauí com a preservação ambiental e a promoção do desenvolvimento sustentável, incentivando práticas que visam à conservação dos ecossistemas e à manutenção do equilíbrio ecológico para as presentes e futuras gerações, por meio da promoção das medidas necessárias que possibilitem o cumprimento da reposição florestal obrigatória.

Da Redação

Notícias relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais