28.1 C
Jacobina do Piauí
27 de fevereiro de 2024
Cidades em Foco
EconomiaGeralInternacional

Salário mínimo: veja quando novo valor começará a ser pago

Dinheiro / Foto: Cidades em Foco

novo salário mínimo, no valor de R$ 1.412,00, começou a vigorar oficialmente no dia 1º de janeiro de 2024. No entanto, alguns trabalhadores e aposentados foram pegos de surpresa ao perceberem que o valor recebido este mês ainda foi o de R$ 1.320,00. Isso porque os pagamentos do novo salário mínimo só começarão a ser feitos a partir de fevereiro.

Na prática, o pagamento acontece da seguinte forma: os dias trabalhados em dezembro são pagos em janeiro, ainda com o valor antigo de R$ 1.320,00, enquanto os dias trabalhados em janeiro, já com o reajuste, só começam a ser pagos em fevereiro.

O valor, que será pago a partir de fevereiro referente à folha de janeiro, é 6,97% maior que o salário de R$ 1.320, que vigorou de maio a dezembro de 2023. O reajuste do salário mínimo é previsto na Constituição Federal e deve ser concedido periodicamente aos trabalhadores, de modo que o empregado tenha um efetivo aumento do seu poder aquisitivo.

reajuste do salário mínimo, aprovado no Orçamento Geral da União para o ano de 2024, é resultado da soma da inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), que alcançou 3,85% nos 12 meses encerrados em novembro, com o crescimento de 3% do Produto Interno Bruto (PIB) em 2022. A medida provisória que estabeleceu a nova política de valorização do salário mínimo, apresentada pelo governo em maio, recebeu aprovação da Câmara dos Deputados e do Senado em agosto.

De acordo com o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), mais de 59,3 milhões de trabalhadores deverão ser beneficiados com o reajuste. O pagamento do novo valor resultará em um incremento de renda anual no montante de R$ 69,9 bilhões. A Dieese estima ainda que os governos federais, estaduais e munícipios arrecadarão R$ 37,7 bilhões a mais por causa do aumento do consumo atrelado ao salário mínimo maior.

O DIA

Notícias relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais