22 C
Jacobina do Piauí
22 de junho de 2024
Cidades em Foco
Conceição do CanindéGeralOeirasPolíticaSanta Cruz do PiauíSanto InácioSão João do PiauíSimplício MendesWall Ferraz

Rafael Fonteles lança “Pacto pela Educação” e quer parceria com os 224 municípios do Piauí

Foto: Renato Andrade/ Cidadeverde.com

O governador Rafael Fonteles (PT) assinou na manhã desta segunda-feira (29) o decreto que cria o “Pacto Pela Educação”, ação que busca estabelecer uma parceria entre estados e municípios em três eixos de atuação: acesso e permanência, ensino e aprendizagem, gestão e infraestrutura e recursos nas escolas. A solenidade aconteceu no Blue Tree Towers Rio Poty e contou também com a presença do secretário Washington Bandeira.

Entre uma das ações promovidas pelo pacto está uma parceria para que os municípios assumam o transporte de estudantes da Rede Estadual.  Para isso, o repasse para as cidades será reforçado com um investimento de R$ 146 milhões. Segundo o Washington Bandeira, a ação é um investimento, mas também representará economia para os cofres públicos do tesouro do estado, que poupará gastos ao não ter que contratar empresas para realizarem os serviço.

“É o programa Alfabetização na idade certa, que estamos ampliando os investimentos, a segunda é o fortalecimento de transporte escolar, que o estado está aumentando o valor de repasse para que os municípios assumam o transporte dos alunos da rede estadual, além da municipal. Os municípios conhecem melhor do que ninguém as rotas e escolas! a terceira são ações estratégicas. Os municípios se obrigam a cumprir as nossas metas em relação as ações como do Censo, municipalizar o Ensino Fundamental, compartilhar dados e participar de avaliações, que nós fazemos para terem acessos a recursos dos estados”, declarou.

O gestor também acrescentou que, até o momento, há 110 municípios que fazem parte do programa. O governador Rafael Fonteles disse esperar 100% de adesão ao pacto por parte dos prefeitos. Para ele, é preciso superar diferenças políticas para que as ações possam chegar aos 224 municípios do estado.

“A gente espera 100%. É claro que é um processo de convencimento. A política de educação é uma política de longo prazo. Por isso que tem que ser uma política de estado e não de governo. Por isso, que temos que ter a capacidade de dialogar, inclusive, com os prefeitos que foram adversários políticos, mas que foram eleitos, assim como eu fui. Temos que ter a responsabilidade de separar a administração da política”, declarou.

Fonte: Paula Sampaio  / CidadeVerde

Notícias relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais