35.7 C
Jacobina do Piauí
18 de maio de 2024
Cidades em Foco
DestaqueGeralPolícia

Polícia prende grupo suspeito de golpes de R$ 100 mil em pecuaristas no Piauí

Foto: PC-PI / Montagem: Cidades em Foco

A Polícia Civil do Piauí, em ação integrada com a Polícia Civil de Mato Grosso, realizou a prisão de nove suspeitos de aplicar golpes em pecuaristas do município de Uruçuí (a 450 km de Teresina). As prisões foram efetuadas na cidade de Cuiabá.

De acordo com as investigações, os criminosos aplicavam os golpes durante uma suposta intermediação na compra e venda de gado. Duas vítimas no município piauiense de Uruçuí tiveram um prejuízo em torno de R$ 100 mil.

Segundo delegado geral, Luccy Keyko, os golpes em produtores rurais de Uruçuí foram aplicados no final de 2022 e início de 2023. As investigações foram  iniciadas ainda no ano passado.

Os golpistas se passavam por intermediários de produtores rurais para comprar e vender gado. “Eles recebiam o dinheiro e não entregavam os animais”, explicou Luccy Keyko.

Segundo o delegado, os suspeitos são generalistas do crime e estão envolvidos em estelionato, tráfico de drogas e outros crimes.

A dinâmica do golpe acontecia em diversos formatos. “Os produtores rurais  anunciavam a venda de gado e atraiam esses golpistas”, detalhou o delegado.

Um dos produtores que buscou a delegacia de Uruçuí relatou que foi surpreendido com a chegada de caminhões para buscar o gado vendido pelos golpistas. O produtor não tinha conhecimento da venda, nem tão pouco recebeu o dinheiro fruto da negociação de seus animais.

em um outro caso que chegou à Polícia,  os golpistas se passaram por intermediários de um produtor de Uruçuí para vender gado para um produtor da mesma região. Receberam o dinheiro e não entregaram os animais.

Toda a transação acontecia via telefone. “Alguns desses indivíduos estavam no sistema prisional em Mato Grosso e continuavam aplicando os golpes”, salientou Luccy Keyko.

O delegado geral revelou, ainda, que os golpes foram aplicados em diversos estados. “A quadrilha não atuava somente no Piauí, atuavam em outros estado com uma dinâmica semelhante”, disse Luccy Keyko.

Essa foi a primeira vez que esse tipo de golpe, envolvendo compra e venda de gado, foi registrado no Piauí. ” A dinâmica é semelhante ao golpe aplicado na compra e venda de carros, por exemplo, mas neste caso envolvendo somas financeiras mais elevadas. Ainda não havíamos registrado esse tipo de golpe em produtores rurais”, disse o delegado geral.

Durante o cumprimento de mandado de prisão foram aprendidos cartões de crédito, celulares, dinheiro e na residência de um dos envolvidos, a polícia civil apreendeu duas malas com grande quantidade de skank também conhecida como “supermaconha”.

Fonte: Adriana Magalhães  / CidadeVerde

Notícias relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais