24.5 C
Jacobina do Piauí
27 de fevereiro de 2024
Cidades em Foco
DestaqueGeralNordeste em FocoPiauí

Piauí teve quase 13 mil focos de queimadas em 2023, revela Inpe

Foto: Corpo de Bombeiros 

O Piauí encerrou o ano de 2023 com 12.957 focos de queimadas, e o município com mais registros foi Uruçuí (a 453 km de Teresina), que somou 781 focos no ano passado. Os dados fazem parte do Programa Queimada do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).

Seguido de Uruçuí, as outras cidades piauienses com mais focos em 2023 foram Baixa Grande do Ribeiro, Santa Filomena e Floriano.

Cidades piauienses com mais focos de queimadas em 2023:

  1. Uruçuí: 781 focos;
  2. Baixa Grande do Ribeiro: 492 focos;
  3. Santa Filomena: 462 focos;
  4. Floriano: 446 focos;
  5. Itaueira: 350 focos;
  6. Sebastião Leal: 342 focos;
  7. Jerumenha: 299 focos;
  8. Riacho Frio: 283 focos;
  9. Ribeiro Gonçalves: 283 focos;
  10. Corrente: 270 focos.

Em relação ao balanço dos outros estados, o Piauí ficou na 5ª posição, atrás somente do Pará com 41.719 focos, Mato Grosso com 21.723, Maranhão com 21.113 focos e o Amazonas com 19.604.

Já a cidade brasileira com mais registros de focos foi Altamira, no estado do Pará, com 3.553 queimadas no ano de 2023. Em segundo lugar ficou São Félix do Xingu, também no Pará, com 2.898 focos, e em terceiro lugar a capital de Rondônia, Porto Velho, com 2.502 queimadas.

E na primeira semana de 2024, o estado já registrou 14 focos de queimadas. Desse total, o município piauiense Morro do Chapéu do Piauí somou 3 queimadas, seguido de Cristino Castro e Novo Santo Antônio com dois focos. As cidades de Luís Correia, Marcolândia, Nazária, Nova Santa Rita, Oeiras, Pio IX e São José do Peixe tiveram apenas um foco.

Provocar queimada é crime

Além de causar prejuízos ambientais e para a saúde pública, as queimadas são classificadas como crime ambiental passível de multa quando provocadas intencionalmente.

No meio ambiente, entre os impactos, as queimadas causam degradação do solo e poluição do ar. Na saúde humana, provocam principalmente doenças respiratórias, o que promove o aumento do fluxo de atendimentos em unidades de saúde.

A Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos do Piauí (Semarh) lançou um canal de comunicação oficial para denúncias de fogo descontrolado e queimadas ilegais praticadas em todo o estado. O WhatsApp (86) 9 9421-6693 está disponível 24 horas e é mais uma ferramenta que se soma aos demais canais de outros órgãos competentes, como o Corpo de Bombeiros (193), Defesa Civil (199) e Polícia Militar (190).

Por Rebeca Lima  / CidadeVerde

Notícias relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais