27.9 C
Jacobina do Piauí
12 de junho de 2024
Cidades em Foco
GeralPolítica

Piauí é o 1º Estado a ter aplicativo que repassa notas dos alunos para os pais

A secretária de Educação do Piauí, Rejane Dias, ao inaugurar a primeira Escola Militar do Piauí nesta terça-feira (11), disse que o Piauí está sendo o primeiro Estado do Brasil a implantar o sistema Mobieduca.me. O programa permite que tanto alunos como seus responsáveis tenham acesso pela internet, e pelo celular smartphone, a uma espécie de aplicativo que arquiva o histórico e dispões as frequências e até as notas dos estudantes.

O aplicativo está sendo implantando em 126 escolas, inicialmente, e visa combater a evasão e aproximar a família da escola. O Projeto foi implantado, em caráter experimental em 105 escolas, em 2014. Em algumas dessas unidades de ensino, o percentual de evasão escolar foi reduzido em 76%.

A secretária disse que o objetivo do aplicativo é melhorar a qualidade do ensino, integrando pais, alunos e escola, a fim de promover uma educação integrada. Rejane disse também que nunca teve medo de buscar e investir em experiências inovadoras para o Piauí e informou que o sistema de tecnologia utilizado para criar o programa foi totalmente piauiense.

“É uma alegria muito grande poder contar com essas novidades para o Piauí. É um mecanismo a mais para tentarmos vencer este desafio que é melhorar a educação no Piauí. Conseguimos tornar um projeto de escola militar em realidade, com base em experiências exitosas como a do Ceará. Nossa meta é diminuir a evasão escolar, chegar a índices baixos de violência e este é o caminho”, afirmou.

Escola Militar

A Escola Estadual de Tempo Integral Governador Dirceu Arcoverede, localizada no bairro Morada do Sol, zona leste da capital, que existe desde 1978, agora passa a funcionar como escola militar. Possui 500 alunos do ensino médio e 100 alunos do ensino profissionalizante, distribuídos em 14 salas de aula, e tem refeitório, biblioteca, salas de computação, quadra poliesportiva, além de outros ambientes.

Rejane disse ainda que o governo do Estado,em seis meses de governo, já conseguiu disponibilizar mais verbas para a educação do que no mesmo período do ano passado. “E nossa intenção é aumentar o contingente não só da Escola Militar, como também do Pelotão Escolar, porque acreditamos que é uma boa forma de diminuir a violência nas escolas. Conseguimos baixar para quase zero o número de arrombamentos nas escolas e o que temos que continuar fazendo é investir na melhoria do ensino, para formarmos melhores cidadãos, porque consequentemente, vamos chegar a uma sociedade mais justa e com menos violência”, destacou.

O projeto-piloto da Escola Militar deve ser implantado em outros bairros e municípios, de acordo com a secretária, depois que for feito um mapeamento para analisar quais as áreas com os maiores índices de violência em Teresina, para que elas possam ser abertas nestes locais.

Agora, quando passar a funcionar como Escola Militar, os alunos terão aula do ensino médio pela manhã e o governador Wellington Dias disse que quer implantar cursos do Pronatec para que todos os alunos se qualifiquem também na área técnica, até para suprir a falta de mão de obra qualificada para o mercado de trabalho, que é tão necessária no Piauí. Na ocasião, ele destacou que nunca havia visto Rejane Dias tão emocionada com uma inauguração.

 

Fonte: Lyza Freitas / Cidade Verde

Notícias relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais