30.3 C
Jacobina do Piauí
27 de fevereiro de 2024
Cidades em Foco
GeralPiauí

No Piauí, 14 mil pessoas trabalham por meio de aplicativos de serviços e de comércio eletrônico

No Piauí, 14 mil pessoas trabalham por meio de aplicativos de serviços e de comércio eletrônico — Foto: Freepik

No Piauí, 14 mil pessoas trabalham por meio de plataformas digitais, como aplicativos de serviços, e de comércio eletrônico, de acordo com os dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua), divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O estado tem a terceira menor participação percentual da população nesse tipo de emprego do país, em relação ao total da população ocupada no mercado de trabalho.

A pesquisa levou em conta o total da população ocupada de 14 anos ou mais de idade, sem considerar os empregados no setor público e militares. Ou seja, essa parcela economicamente ativa representa 1,05 milhão de pessoas no 4º trimestre de 2022 no Piauí.

No Brasil, a população total ocupada era estimada em 87,2 milhões de pessoas, das quais 2,1 milhões realizavam trabalho por meio de plataformas digitais de serviços ou de comércio eletrônico.

Plataformas digitais de serviços

No Piauí, no 4º trimestre de 2020, havia cerca de 10 mil pessoas ocupadas em atividades como:

  • aplicativos de táxi;
  • aplicativos de transporte particular de passageiros (exclusive aplicativo de táxi);
  • aplicativos de entrega de comida, produtos etc.
  • e aplicativos de prestação de serviços gerais ou profissionais.

Em relação ao total do pessoal ocupado no mercado de trabalho no estado (1,05 milhão de pessoas), excluídos os servidores públicos e militares, as 10 mil pessoas ocupadas representavam 0,9% do total, o quarto menor percentual dentre os estados brasileiros.

Comércio eletrônico

Ao individualizarmos a ocupação no mercado de trabalho apenas nas plataformas do comércio eletrônico, no 4º trimestre de 2022, no Piauí, havia 4 mil pessoas ocupadas como empregador ou por conta própria.

Esse número representava aproximadamente 0,43% do total de pessoas ocupadas no mercado de trabalho do estado, excluídos os servidores públicos e militares.

Piauí em relação ao Brasil

Segundo o IBGE, em relação a esses trabalhos, o Piauí tem a 3ª menor participação do país, com 1,33%, inferior a média brasileira de 2,43%, e superando unicamente os estados do Maranhão (1,28%) e do Acre (1,24%).

No país, os estados com maior participação percentual foram o Rio de Janeiro (4,13%), o Distrito Federal (3,15%) e São Paulo (3,04%). Da região Nordeste, o maior percentual de participação foi o de Alagoas, com 2,48%, o sexto maior percentual do país.

Fonte: G1-PI

Notícias relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais