34.9 C
Jacobina do Piauí
12 de junho de 2024
Cidades em Foco
GeralPolícia

Juiz diz que menores do caso de Castelo não podem voltar para o CEM

O juiz titular da 2ª Vara da Infância e da Juventude, Antônio Lopes, disse que os jovens condenados pelo estupro coletivo em Castelo do Piauí não têm condições de retornar para o Centro Educacional Masculino (CEM) devido a questões de segurança. Na madrugada desta sexta-feira (17), três dos envolvidos na barbárie contra as quatros adolescentes assassinaram o amigo de cela , Gleisom Vieira da Silva, 17 anos, com requintes de crueldade. Ele morreu após o sofrer várias agressões, principalmente, na região da cabeça.

“Os outros internos não aceitam o que eles fizeram. A Sasc agiu bem em colocá-los juntos, mas três se reunirm e mataram o quarto envolvido. O caso tomou um rumo diferente. O trio alega que o menor infrator assassinado foi quem teve maior participação no estupro coletivo contra as garotas e por isso o teriam matado”, explica o magistrado.

Após o homicídio, o trio foi encaminhado provisoriamente para o Complexo da Cidadadania, na Zona Sul de Teresina. O juiz Antônio Lopes informou que irá solicitar ao governador Wellington Dias a construção de alojamentos individuais para abrigar menores infratores suspeitos de estupro.

Os adolescentes foram transferidos para o CEM na última quarta-feira (15) onde cumpririam medidas socioeducativas pelos crimes de estupro, homicídio e tentativa de homicídio ocorridos em Castelo do Piauí, em 27 de maio. A previsão de internação era de três anos.

 

 

Fonte: Graciane Sousa / Cidade Verde

Notícias relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais