23.9 C
Jacobina do Piauí
24 de abril de 2024
Cidades em Foco
GeralNordeste em FocoPiauíPolícia

Jovem é preso pela 2ª vez após ameaçar estuprar vítimas através de perfis falsos por “diversão”

Um jovem de 20 anos foi preso na manhã desta segunda-feira (25) pelo crime de perseguição e importunação sexual. Erisvaldo Kaique Rodrigues da Silva criava perfis falsos nas redes sociais, escolhia vítimas de forma aleatória e mandava mensagens com ameaças, inclusive de estupro. O suspeito foi preso em 2023 pelo mesmo crime.

De acordo com Alisson Landin, delegado-adjunto da Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI), este ano foram 4 novas vítimas, dentre elas, uma dentista com a qual o suspeito chegou a agendar uma consulta.

“As vítimas ficaram apavoradas e nos procuraram. No caso da dentista, imagine, você está no trabalho, um homem marca uma consulta e depois você recebe mensagens nas quais ele diz que quando chegar no local vai lhe estuprar. Um ambiente onde só trabalhavam mulheres” relata o delegado.

Erisvaldo foi preso no bairro Mocambinho, zona Norte de Teresina, onde mora em uma casa com a família. De acordo com a polícia, ele está desempregado e no momento da prisão demonstrou frieza.

“Ele assumiu e no momento da prisão afirmou que cometia o crime só para diversão dele” descreve Alisson Landin.

Foto: Ascom/ PC-PI

O suspeito usou pelo menos quatro perfis falsos para cometer os crimes. Na descrição de um deles, tem um texto no qual ele afirma que vai enviar fotos íntimas para as vítimas. Em outros prints ele faz ameaças de que irá “assediar”, “estuprar”, além de outras falas com uso de palavras de baixo calão.

Foto: Ascom/ PC-PI

Erisvaldo foi levado para Central de Flagrantes e deve passar por uma audiência de custódia na manhã desta terça-feira (26), com ele também foram apreendidos aparelhos celulares e um notebook.

A polícia disponibilizou o número 86 99521-2385 para que novas vítimas possam denunciar caso tenham passado por algo semelhante. Outra opção é comparecer à sede da DRCI, que fica na Av. João XXIII, 5325 – Santa Isabel.

Primeira prisão 

A jornalista Idria Portela, da TV Cidade Verde, foi uma das vítimas do estudante preso em maio de 2023 por crime de stalking (perseguir alguém de maneira física ou online).

Ele foi apontado como suspeito de perseguir e enviar imagens pornográficas para mulheres através das redes sociais. A jornalista conta que começou a receber as mensagens do suspeito ainda em 2020 e que ele chegou a utilizar pelo menos 15 perfis fakes para tentar manter contato.

Nas mensagens enviadas à jornalista, Erisvaldo Caíque utilizava expressões de cunho de sexual e em tom ameaçador.

“Primeiro foi por direct no Instagram, mensagens com teor pornográfico que só eu tinha acesso. Depois ele começou a comentar minhas fotos no perfil, tornando públicas essas mensagens. Comecei a ficar com medo. Eu bloqueava os perfis e ele criava novos”, relatou Idria.

Por Marina Sérvio  / CidadeVerde

Notícias relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais