18 de abril de 2024
Cidades em Foco
DestaqueGeralItainópolis

Comitê aprova estudos para implantação da concessão dos serviços de abastecimento de água e esgoto no Piauí

Foto: CCOM

O Comitê Técnico da Microrregião de Água e Esgoto do Piauí (MRAE) aprovou, nesta quinta-feira (14), os Estudos de Viabilidade Técnica, Econômica e Ambiental (EVTEA) para a implantação da concessão dos serviços públicos de abastecimento de água e esgotamento sanitário do Estado. O documento foi apresentado durante reunião onde foram expostos todos os detalhes do projeto.

De acordo com a superintendente de Parcerias e Concessões da Secretaria da Administração (Sead), Monique Menezes, com a aprovação, os estudos serão publicados até o fim do mês.

“Agora que os estudos de viabilidade foram aprovados, o próximo passo é publicar para consulta pública, para que todos possam acessar, conhecer o projeto e realizar contribuições”, explicou.

Durante a reunião foi explanado sobre as etapas do procedimento para a concessão regionalizada e as premissas do projeto.

“Essa reunião foi o momento de ver o projeto completo, entender cenário e projeções. Todas as etapas serão debatidas dentro desse comitê, que é técnico, para que o processo ocorra de forma transparente e todos os gestores públicos municipais e estaduais saibam as decisões que estão tomando”, destacou Samuel Nascimento, secretário da Sead.

A reunião aconteceu na Superintendência de Parcerias e Concessões (Suparc) e contou com a presença do secretário da Sead e secretário geral da MRAE, Samuel Nascimento;  do secretário de Planejamento (Seplan), Washington Bonfim; Monique de Menezes, Superintendente da Suparc, que são os representantes do Governo do Estado; e os representantes dos municípios de Jacobina do Piauí,  Nossa Senhora de Nazaré,  Angical do Piauí e Oeiras eleitos para compor o Comitê na I Assembleia do Colegiado da MREA, realizada em dezembro do ano passado.

Microrregional de água e esgoto

O objetivo da microrregião de água e esgoto do estado do Piauí é cumprir as prerrogativas legais do Novo Marco Regulatório do Saneamento Básico. De acordo com as leis federais nº 11405/2007 e nº 14.026/2020 e pela lei complementar estadual nº 262/2022, a meta é universalizar o acesso à água potável e viabilizar a coleta de esgoto a 90% da população até 2033.

O projeto que determina a criação da MRAE, abrange 11 microrregiões do Piauí e foi aprovado em 2022 pela Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi).

Ascom

Notícias relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais