18 de abril de 2024
Cidades em Foco
Caridade do PiauíDestaqueGeral

Barragem transborda e famílias ficam desabrigadas em Caridade do Piauí

A Barragem de Caridade transbordou, deixando cerca de 50 pessoas desabrigadas e alagou áreas residenciais e comerciais em Caridade do Piauí, a 463 km de Teresina, na noite de quarta-feira (13). O engenheiro civil Samuel Geovane, de 27 anos, que trabalhava na prefeitura do município, desapareceu nas águas que invadiram a PI-457, ao tentar atravessar a rodovia, e foi achado morto na manhã desta quinta (14).

Segundo o secretário de Defesa Civil do município, Wellington Santos, Samuel havia desaparecido ao passar a pé, acompanhado por dois colegas que seguiam de moto, pela ponte que dá acesso a Simões, a 26 km de Caridade do Piauí.

Engenheiro de 27 anos desaparece após ser arrastado por correnteza no Piauí — Foto: Arquivo pessoal

Engenheiro de 27 anos desaparece após ser arrastado por correnteza no Piauí — Foto: Arquivo pessoal

Com a forte correnteza que cobriu a pista, o engenheiro se desequilibrou e caiu. Após a queda de Samuel, os amigos desistiram de atravessar a ponte e começaram a pedir socorro para resgatar o jovem.

Cinco mergulhadores e condutores de embarcações do Corpo de Bombeiros do Piauí (CBM-PI) se empenharam nas buscas pelo engenheiro. Ele foi encontrado por populares na manhã desta quinta-feira (14) e o corpo foi encaminhado ao Instituto Médico-Legal (IML) de Picos.

Vários pontos de transbordamento

A região teve vários pontos de transbordamento ao redor de Caridade do Piauí, devido às fortes chuvas. A cidade não tem ponto de monitoramento pluviométrico, conforme a Secretaria Estadual do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh-PI).

Contudo, conforme a prefeitura, as chuvas registradas desde o fim de fevereiro estão acima do padrão da região em relação às últimas semanas. Pelo menos três locais registraram transbordamento (veja mapa abaixo).

Mapa mostra trechos mais afetados pelo transbordamento de rio, riacho e barragem da região — Foto: Arte/Adelmo Paixão

Mapa mostra trechos mais afetados pelo transbordamento de rio, riacho e barragem da região — Foto: Arte/Adelmo Paixão

Assim, a prefeitura informou que fez alertas à população tanto presencialmente quanto pelas redes sociais e disponibilizou as escolas do município para receber as famílias que deixaram suas casas. As aulas estão temporariamente suspensas.

  • Na altura do povoado Ingazeira, entre Caridade e Simões, a PI-457 foi invadida pelas águas do riacho Junco. No trecho onde há uma ponte, foi onde o engenheiro sumiu nas águas. A água destruiu parte da pista. (foto abaixo).
  • A água chegou a invadir a PI-458, que liga a Caridade do Piauí a Curral Novo do Piauí. A distância é de cerca de 25 km. Assim, a passagem está impedida.
  • Na zona rural de Caridade, ribeirinhos precisaram deixar suas casas após o Rio das Mamonas e outros riachos transbordarem. Dez famílias foram encaminhadas a uma escola municipal.

Barragem transborda e famílias ficam desabrigadas em Caridade do PI; engenheiro é achado morto

Situação da barragem

O secretário Wellington Santos explicou que a Barragem de Caridade, que é de responsabilidade da gestão municipal, não rompeu, apenas transbordou. A Defesa Civil municipal emitiu alerta para pessoas que moram em regiões de risco, mas ainda não divulgou a lista destas áreas. Não há risco de prejuízos ao abastecimento de água, segundo ele.

“No momento a água já baixou bastante, mas a cidade ficou isolada durante o nível mais crítico. Ninguém passava para Curral Novo ou Simões. A situação está mais controlada, embora ainda haja crateras em trechos da PI-457, onde há outra barragem depois do povoado Ingazeiras (na zona rural)”, afirmou o gestor.

A Barragem de Caridade funciona como reservatório durante a seca, que dura entre maio e novembro. Os moradores da cidade a utilizam para irrigar as plantações, dar de beber aos animais e até lavar as residências, mas a água não serve para o consumo humano.

A Secretaria Estadual do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh-PI) informou que, embora o açude não faça parte do banco de dados da pasta, enviou equipes à região para monitoramento da estrutura do local e ações de melhoria da vazão da água.

A Semarh ressaltou ainda que alertou a Defesa Civil de Caridade do Piauí sobre chuvas “acima do normal” na região, as quais teriam potencializado o transbordamento. Veja nota completa abaixo:

Sobre o transbordamento de uma barragem no município de Caridade do Piauí, A SEMARH (SECRETARIA DO MEIO AMBIENTE E RECURSOS HÍDRICOS), informa que esse reservatório não consta no Snisb (Sistema Nacional de Informações Sobre Segurança de Barragens), onde órgãos empreendedores cadastrados colocam dados sobre barragens em todo o país. Portanto, não era fiscalizada pela Sermarh.

O órgão disponibiliza-se ao deslocamento de equipes para que sejam averiguadas as condições técnicas da barragem e soluções para melhor vazão da mesma, de acordo com a necessidade, após o cadastro no sistema de informações.

A SEMARH ressalta a importância de que todos os empreendedores do Estado do Piauí, regularizem suas atividades diante do órgão, de modo às informações ajudem a melhorar a eficiência inclusive dos recursos hídricos do Estado, evitando problemas como inundações, ou rompimento de barragens em cascata.

Nas barragens fiscalizadas pelo órgão, existem relatórios de fiscalização que mostram as classificações de risco, que se referem às características físicas e técnicas das barragens e suas estruturas, e o dano potencial associado, que se refere à perda de vidas humanas.

A SEMARH reitera seu compromisso com a segurança e os relatórios com diagnósticos destas barragens, para que se tenha ciência do problema e dos perigos que existem em morar próximo a uma barragem.

Fonte: G1-PI

Notícias relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais