26.9 C
Jacobina do Piauí
17 de julho de 2024
Cidades em Foco
GeralNordeste em FocoPiauíPolítica

Prefeitura de Teresina encaminha novo pedido de empréstimo de R$ 17 milhões para compras na saúde

Prefeitura de Teresina - Foto: Rômulo Piauilino/Semcom

Prefeitura de Teresina encaminhou para a Câmara Municipal um novo pedido de empréstimo de R$ 17 milhões junto ao Banco do Brasil. Os recursos serão investidos em aquisições de bens e serviços na área de saúde da capital. O texto foi protocolado no legislativo no início da tarde da última terça (09) e será analisado pelos vereadores após o recesso parlamentar.

Na defesa do projeto a Prefeitura de Teresina argumenta que; “objetivando atender as demandas do Município na área de saúde, tem sido incansável na busca de alternativas de captação de recursos para a consecução dos objetivos, estratégias estabelecidos no seu planejamento de desenvolvimento, em atendimento as necessidades da população”, argumenta a gestão na mensagem.

Os recursos provenientes da operação de crédito autorizada serão obrigatoriamente aplicados na execução dos empreendimentos previstos no artigo, sendo vedada a aplicação de tais recursos em despesas correntes, em consonância. Os recursos provenientes da operação de crédito, a que se refere esta Lei, deverão ser consignados como receita no Orçamento ou em créditos adicionais.

O recurso destina-se ao financiamento no valor de até R$ 17.000.000,00 (dezessete milhões de reais) para investimentos e aquisições de bens e serviços na área de saúde observadas as legislações vigentes, em especial as acima apresentadas, e cuja contratação se dará dentro das condições a serem oferecidas pelo Banco do Brasil S.A

O texto deverá ser analisado na Câmara pelos parlamentares, porém, Dr. Pessoa deverá enfrentar dificuldades junto aos parlamentares. Hoje a base do prefeito no parlamento possui apenas nove vereadores, dos trinta. Sem maioria na casa o empréstimo poderá ser reprovado pelos parlamentares. Em conversa com os vereadores o “sentimento” seria de reprovação ao texto já que vários empréstimos foram votados na casa desde o início da gestão, inclusive um remanejamento milionário para a saúde, porém os problemas na área continuam.

Fonte: O Dia

Notícias relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais