25.3 C
Jacobina do Piauí
13 de junho de 2024
Cidades em Foco
GeralPolícia

PI lidera em presos provisórios e é o que tem menos brancos na cadeia

O Piauí tem a menor taxa de presos considerados brancos em todo o Brasil, segundo ranking do Mapa do Encarceramento, divulgado nesta quarta-feira (3) pela Secretaria Nacional da Juventude. O documento aponta ainda que o Piauí continua liderando em índice de presos provisórios no país: o percentual é de 65,7% do total de presos.

O Mapa informa que o Piauí possuía em 2012, quando foi elaborado, um total de 47 detentos brancos, em todo o seu sistema prisional. A maior quantidade de presos brancos está no estado do Amapá (416), na região Norte, o único a registrar menor quantidade proporcional de presos negros em seus presídios. São Paulo tem a maior taxa de encarcerados negros, com total de 595 homens.

De acordo com o documento, o estado tem o maior percentual de presos provisórios do país. Ao todo, 65,7% dos detentos ainda aguardam decisão judicial no estado. Em 2011, quando foi divulgado o último levantamento, o estado já liderava o ranking do índice, com 67,7% dos detentos provisórios.

A média brasileira é de 38% nos presídios de todo o país. O índice indica que os presos não estão sendo seus processos julgados e não estão recebendo a pena devida, permanecendo em regime fechado sem decisão judicial.

O Mapa aponta ainda a taxa de presos relacionados a cada crime. No Piauí, a maior parte, 46 detentos, respondem por roubo. Em seguida aparecem aqueles que respondem por homicídios e furtos. No Brasil, os roubos lideram. Contudo, o segundo lugar é ocupado por presos que cumprem penas por tráfico de drogas.

Para a realização da pesquisa foram utilizados dados disponibilizados pelo Sistema Integrado de Informações Penitenciárias (Infopen) e os dados referentes aos adolescentes em medidas socioeducativas provenientes do Sistema Nacional de Atendimento Socioeducativo (Sinase), obtidos junto ao Anuário Brasileiro de Segurança Pública.

Maria Romero / Cidade Verde

Notícias relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais