30 C
Jacobina do Piauí
13 de junho de 2024
Cidades em Foco
EducaçãoGeral

Financiamentos incertos, crise e taxas contribuem para queda de inscritos

Fundamental para possibilitar o acesso dos estudantes ao ensino de nível superior, o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), pela primeira vez em oito anos constatou redução do número de inscritos. Mais de um milhão de pessoas deixaram de concorrer as vagas pelas quais o certame dá possibilidades de disputa. As justificativas para tal acontecimento são diversas, mas o aumento de taxas, redução de bolsas de financiamentos em faculdades, além de critérios mais rígidos dos programas, são apontados como os principais motivos para a baixa procura por especialistas da área.

O Piauí foi o Estado do Brasil com maior queda na quantidade de inscritos. No Estado, o número desta vez foi 19,5% menor que o registrado no último ano. No cenário nacional, a estatística revela um encolhimento de 10,6% no total da procura. Para o presidente do Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino do Estado do Piauí (Sinepe-Pi), Dalton Leal, a redução reflete o cenário de dificuldades por qual o país está passado.

“Muito por conta da crise e dos cortes para programas como o Fies, os números de inscritos podem ter encolhido, mas nós estamos fazendo um levantamento para delimitar isso. As faculdades são afetadas com essa redução, porque o número de alunos diminui. Esse vai ser um ano difícil para a educação superior”, relata Dalton.

O ministro da Educação, Renato Janine, afirmou outra hipótese para a redução. De acordo com o Ministério, o fato diz respeito a criação de uma nova regra no Enem para inibir faltas. Isso porque a pasta estabeleceu que os isentos que não fizerem o exame este ano e não justificarem, não terão isenção no ano que vem.

Dos mais de 8,4 milhões de inscritos no Exame Nacional do Ensino Médio, a maioria é do Nordeste, que tem representatividade de um total de 36,67%. Em seguida vem a Região Norte, com 31,50% do total de pré-inscritos.A Região Sudeste responde por 12,04% do total, a Região Sul teve 10,51% dos pré-inscritos, e a Região Centro-Oeste representa 9,29%.

Neste ano, as provas do certame acontecem no dia 24 e 25 de outubro de 2015. O Enem foi criado para avaliar os alunos que estão encerrando o ensino médio ou que já o concluíram em anos anteriores. Estudantes que não terminarão o ensino médio em 2015 podem participar como treineiros, ou seja, o resultado não poderá ser usado para participar de programas de acesso ao ensino superior.
Fonte: O Dia

Notícias relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais