22 C
Jacobina do Piauí
22 de junho de 2024
Cidades em Foco
DestaqueGeral

Abril Laranja: Apapi encerra mês de conscientização contra maus-tratos com adoção responsável de animais

A Associação de Proteção aos Animais de Picos – APAPI – realizou, durante este sábado (30), o encerramento do Abril Laranja, que é o mês de conscientização contra os maus-tratos aos animais, com uma feira de adoção responsável.

O evento teve parceria da Ordem dos Advogados do Brasil, subseção de Picos, por meio da Comissão de Proteção aos Animais. Natasha Feitosa, vice-presidente da comissão, destacou a importância da abertura dela no município para fortalecer a Apapi.

“Antes mesmo de ser advogada, eu já fazia parte da Apapi. Quando me tornei advogada, atuei na Comissão Ambiental em Teresina com o intuito de trabalhar na proteção dos animais. Com o Maycon na presidência, decidimos desmembrar a comissão e criar a primeira aqui em Picos. Então passamos a unir forças com a Apapi e decidimos fazer esse evento de encerramento do mês com cerca de 30 animais para adoção responsável, entre gatos e cachorros”, explicou.

A Apapi conta hoje com cerca de 200 voluntários. Destes, há um grupo de sócios que contribui mensalmente para manutenção dos serviços disponibilizados pela Ong para os animais em situação de vulnerabilidade, e uma diretoria formada por 16 pessoas.

Betanha Coutinho faz parte da Ong e destacou a importância de sempre realizarem feirinhas de adoção responsável.

“Estamos aqui para direcionar animais de rua que estão em situação de vulnerabilidade para que ele seja levado a um lar responsável, onde terá os cuidados e alimentação necessária, e proteção de seu tutor. Esse trabalho que a gente faz é para tirar o máximo de animais possíveis da situação de rua. Hoje, um de nossos maiores desafios é conseguir um abrigo para direcionar esses animais. Nas ruas eles correm risco tanto de maus-tratos quanto de acidentes. E, além de serem atropelados, podem causar acidentes a transeuntes. Para evitar esse tipo de situação, lutamos com o poder público para conseguir um local para os animais e que possa se instalar em Picos uma delegacia contra maus-tratos”, explicou ela.

Ela frisou ainda a necessidade de mais doadores, pois hoje a Ong acumula uma dívida de mais de R$ 13.000,00 com serviços veterinários e alimentação para os animais que foram tirados das ruas, muitos deles doentes, e até mesmo com necessidades especiais (paralíticos).

Os interessados em ajudar podem entrar em contato com a diretora da Ong, Sanya Elayne, pelo telefone 89 99472-1666.

Veja fotos da feira de adoção:

Notícias relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais