31.6 C
Jacobina do Piauí
15 de abril de 2024
Cidades em Foco
EsportesGeral

Ponte Preta vence na arena e frustra noite de estreias do Palmeiras

O palmeirense foi da euforia à decepção na noite desta quinta-feira. Os quase 25 mil torcedores que chegaram ao Allianz Parque festejando a contratação do meia Cleiton Xavier, anunciada no fim da tarde, saíram da arena lamentando a derrota por 1 a 0 para a Ponte Preta, pela segunda rodada do Paulistão – a maioria, porém, aplaudiu a equipe após o apito final. O gol da vitória dos visitantes foi de Wanderson, aos 15 minutos do segundo tempo.

A noite era de estreias na equipe de Oswaldo de Oliveira. O meia Alan Patrick e o atacante Dudu, que só não participaram da vitória por 3 a 1 contra o Osasco Audax por não estarem regularizados, estiveram entre os mais participativos do time. Dudu começou bem aberto pela esquerda, terminou o primeiro tempo centralizado e, já pela direita, parou nas mãos de Matheus em uma das melhores chances de igualar o placar na etapa final.

 

A melhor certamente foi de Cristaldo, que exigiu uma defesa descomunal do goleiro pontepretano pouco tempo depois de entrar (bem) na vaga de Leandro Pereira. Já Alan Patrick poderia deixar o campo ovacionado se não fosse um erro da arbitragem logo aos 16 minutos do primeiro tempo. Ele acertou o travessão em uma cobrança de falta frontal e, no rebote, Gabriel empurrou para as redes. O lance foi anulado com a marcação de uma falta inexistente de Leandro. Depois disso, a desorganização foi tomando conta da equipe. O próprio Alan Patrick caiu de rendimento.

 

Guto Ferreira apostou na velocidade dos pontas Rildo e Biro-Biro e pouco a pouco foi convencendo a torcida alvinegra de que era possível “aprontar”. Somou-se a isso o fato de o lateral-esquerdo João Paulo, outro estreante do Verdão, não ter mantido o nível do poupado Zé Roberto, que assistiu a tudo do banco. Com erros de passe e marcação frouxa, o camisa 6 viu o gol da Macaca sair pelo seu lado. Foi de lá que saiu o chute que Prass, sem culpa, espalmou nos pés de Wanderson, que acabara de entrar na vaga de Fábio Santos.

 

Pouco antes do gol, Oswaldo havia colocado Rafael Marques (outro debutante) e Cristaldo nos lugares de Allione e Leandro. Depois, foi a vez de Robinho ganhar a vaga do volante Renato. O jogo ficou aberto. A Ponte, apostando na cera e nos contra-ataques, perdeu a chance de matar o jogo duas vezes, ambas com Roni: primeiro fazendo balançar o travessão e depois obrigando Prass a fazer defesa milagrosa.

 

O Palmeiras, com três pontos, ficou atrás de Portuguesa e Botafogo-SP, que têm quatro e lideram o Grupo 3. A equipe agora volta suas atenções para o clássico contra o Corinthians, às 17h de domingo, no Allianz Parque. A torcida, mais uma vez, fez o aviso: “É dia 8!”. Já a Macaca está empatada com Corinthians e Rio Claro no Grupo 2, todos com três pontos, e agora encara o Botafogo-SP, fora de casa, às 19h30 de domingo.

 

 
Fonte: Lance

Notícias relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais