23.9 C
Jacobina do Piauí
24 de abril de 2024
Cidades em Foco
GeralMunicípios

Operação Integração: Sefaz-PI arrecada R$ 25 mil em impostos no interior do PI

A Secretaria da Fazenda do Piauí (Sefaz-PI) arrecadou, durante a Operação Integração, realizada entre os dias 16 e 17 de janeiro nas cidades de Luzilândia, Matias Olímpio e Esperantina, quase R$ 26 mil em impostos. A operação foi realizada pela Delegacia Especializada de Crimes contra a Ordem Tributária, Econômica e Contra as Relações de Consumo (Deccoterc), que é ligada a Sefaz, em parceria com a Delegacia Especializada de Prevenção e Repressão a Entorpecentes (DEPRE), GRECO, BOPE, RONE e Polícia Rodoviária Federal (PRF).

 

Nos dois dias que as equipes estiveram nos municípios foram realizadas blitz e abordagens em estabelecimentos e veículos de passeios e de cargas. A Gerência de Controle de Mercadorias em Trânsito (Gtran) da Sefaz-PI encontrou várias irregularidades.

 

De acordo com a Gtran, as mercadorias em situação fiscal irregular foram avaliadas em R$ 107.038,28, gerando impostos para os cofres públicos no montante de R$ 25.903,32. Em Luzilândia, a Sefaz flagrou mercadorias avaliadas em R$ 18.506, 59 sendo descarregadas em um local, quando na verdade o destino final deveria ser outro. A prática é conhecida como “descaminho”. A multa aplicada ao estabelecimento foi de R$ 5.245,00.

 

Em Matias Olímpio, uma carreta foi abordada no pontão do Rio Parnaíba transportando uma carga de 25.000 toneladas de milho em grãos, oriunda do Maranhão e sem nota fiscal. O destino seria a cidade de Campo Maior. A carga estava avaliada em R$ 21.250,00. A irregularidade gerou uma multa de R$ 4.188,85.

 

Na cidade de Esperantina, a Gtran abordou uma carreta descarregando 26.000 m³ de madeira serrada oriunda do Pará. A carga, avaliada em R$ 8.243,18, estava sendo deixada em local diferente do destinatário. O proprietário foi multado em R$ 2.941,89.

 

Ainda em Esperantina, a Sefaz flagrou ração animal e farelo de trigo sendo descarregados no município sem nota fiscal. A carga foi avaliada R$ 59.039,51 gerando uma multa de R$ 13.527,58, a maior de toda a operação.

 

Para o delegado José João Pereira, mais conhecido como JJ, a operação foi positiva e será rotina no estado. “O objetivo é coibir a prática da sonegação de impostos e arrecadar. Foi a primeira operação comandada pela Delegacia Geral onde abordamos caminhões e flagramos veículos descarregando em locais que não deveriam, o popular descaminho”, explicou o delegado, que é titular da Deccoterc.

 

 

 

 

Cidade Verde

Notícias relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais